Outdoor produz alface e água potável em rodovia

Já existem fazendas verticais, mas esta invenção eleva a agricultura urbana literalmente para o próximo nível. Na região de Bujama, em Lima, no Peru, milhares de cabeças de alface estão surgindo ao lado de uma grande rodovia, graças a uma fonte de muito incomum: um outdoor.

A agência FCB Mayo Peru e a Universidade de Engenharia e Tecnologia (Utec), criaram um outdoor inteligente e inovador que tem a capacidade de absorver a poluição do ar transformando-a em água potável.

No outdoor está estampada a ação sustentável da “Air Orchard” dizendo que pode gerar produtos livres de poluição.

Isso não é apenas qualquer propaganda velha ao lado da estrada. O modo como funciona é muito simples. Localizado atrás do painel do quadro de avisos encontram-se dez grandes desumidificadores, que separam a água existente no ar podendo transformá-la em água potável.

Esta água, em seguida, escorre por uma série de tubos de PVC e é distribuída na plantação ao redor da estrutura. Os tubos são brancos também para refletir os raios do sol e aumentar a fotossíntese.

O sistema da Air Orchard é simplesmente uma adaptação da “técnica cinematográfica de nutrientes” da hidroponia, em que as raízes das plantas podem constantemente acessar a corrente de recirculação de água rica em fertilizantes.

O outdoor está localizado na maior e mais importante rodovia do Peru, a Panamericana Sur, e já está em operação. De acordo com fontes, mais de 2.500 cabeças de alface são doadas semanalmente para os transeuntes e para a comunidade local da Air Orchard.

Fonte: Promoview

Anúncios

Os cartuchos Flower Shell, ao invés de tirar vidas, geram novos organismos

Per Cromwell, que trabalha na famosa  agência de publicidade sueca Studio Total, criou um dispositivo inovador que subverte a ideia tradicional de armas e plantações.

Tratam-se de cartuchos de espingarda calibre 12 recheados de sementes que podem ser disparados em direção à terra para ajudar no plantio.

O projetil foi pensado com uma estrutura para proteger as sementes do calor da explosão da arma.

Ele já lançou três vídeos explicativos e diferentes qualidades de sementes. Já podem ser encontradas balas de margarida, girassol, lavanda e mais de dez espécies de planta.

(Fonte: Catraca Livre)

Loja em contêiner reduz aluguel e oferece mobilidade

Se  achar o local para instalar seu negócio era complicado, então seus problemas acabaram. André Krai, dono da marca têxtil Container Ecology Store, enfrentou o problema com criatividade.  A inspiração veio em Cingapura, onde o empresário assistiu ao lançamento de um carro em uma grande caixa de alumínio. Para transformar o negócio, Krai reciclou contêineres marítimos com mais de 20 anos de uso e os adequou à finalidade comercial. A nova loja fez tanto sucesso que outros empresários gostaram da proposta. Surgia, então, a sua franquia, e desde 2009, a Container Ecology Store está presente em sete estados do Brasil.

A franquia usa contêineres e materiais reciclados na estrutura das lojas, tem decoração padronizada e é voltada aos empreendimentos multimarcas. Para se tornar franqueado é preciso investir,  inicialmente, R$ 79 mil, além do pagamento mensal de royalties no valor de R$ 1 mil. Na instalação de novas lojas, Krai avalia o potencial de mercado das marcas e o local escolhido pelo franqueado, já que uma de suas exigências é que não existam duas unidades na mesma cidade.

O modelo diferenciado de negócio já soma 40 franqueados no Brasil e fatura R$ 2 milhões por ano. A expectativa de Krai é dobrar o faturamento em 2012, alcançar 80 franqueados até o final deste ano e em breve lançar uma unidade na Alemanha. O empresário não para por aí. Ainda no mês de junho, em São Paulo, será materializado  o projeto de uma rede de hotéis em contêineres. Será que vai dar certo?