Outdoor produz alface e água potável em rodovia

Já existem fazendas verticais, mas esta invenção eleva a agricultura urbana literalmente para o próximo nível. Na região de Bujama, em Lima, no Peru, milhares de cabeças de alface estão surgindo ao lado de uma grande rodovia, graças a uma fonte de muito incomum: um outdoor.

A agência FCB Mayo Peru e a Universidade de Engenharia e Tecnologia (Utec), criaram um outdoor inteligente e inovador que tem a capacidade de absorver a poluição do ar transformando-a em água potável.

No outdoor está estampada a ação sustentável da “Air Orchard” dizendo que pode gerar produtos livres de poluição.

Isso não é apenas qualquer propaganda velha ao lado da estrada. O modo como funciona é muito simples. Localizado atrás do painel do quadro de avisos encontram-se dez grandes desumidificadores, que separam a água existente no ar podendo transformá-la em água potável.

Esta água, em seguida, escorre por uma série de tubos de PVC e é distribuída na plantação ao redor da estrutura. Os tubos são brancos também para refletir os raios do sol e aumentar a fotossíntese.

O sistema da Air Orchard é simplesmente uma adaptação da “técnica cinematográfica de nutrientes” da hidroponia, em que as raízes das plantas podem constantemente acessar a corrente de recirculação de água rica em fertilizantes.

O outdoor está localizado na maior e mais importante rodovia do Peru, a Panamericana Sur, e já está em operação. De acordo com fontes, mais de 2.500 cabeças de alface são doadas semanalmente para os transeuntes e para a comunidade local da Air Orchard.

Fonte: Promoview

Anúncios

50 Dicas de atitudes sustentáveis

1. Tampe suas panelas enquanto cozinha ▄  2. Use uma garrafa térmica com água gelada  Compre daquelas garrafas térmicas de acampamento, de 2 ou 5 litros. Abasteça-a de água bem gelada com uma bandeja de cubos de gelo pela manhã. Você terá água gelada até a noite e evitará o abre-fecha da geladeira toda vez que alguém quiser beber um copo de água. ▄  3. Aprenda a cozinhar em panela de pressão. É mais rápido e economiza 70% de gás.  ▄   4. Cozinhe com fogo mínimo. Sua comida não vai cozinhar mais depressa.  ▄   5. Antes de cozinhar, retire da geladeira todos os ingredientes de uma só vez.  ▄   6. Coma menos carne vermelha.  ▄   7. Não troque o seu celular. Fique com o antigo pelo menos enquanto estiver funcionando perfeitamente ou em bom estado. Se o problema é a bateria, analise trocá-la e encaminhar a usada para posto de coleta.  ▄   8.Compre um ventilador de teto, que na maioria das vezes é o ideal para refrescar o ambiente gastando 90% menos energia.  ▄   9. Use somente pilhas e baterias recarregáveis   ▄   10. Limpe ou troque os filtros o seu ar condicionado.  ▄  11.Troque suas lâmpadas incandescentes por fluorescentes.  ▄   12. Escolha eletrodomésticos de baixo consumo energético  ▄   13. Não deixe seus aparelhos em standby.  ▄   14. Mude sua geladeira ou freezer de lugar, evitando deixá-los próximos ao fogão. e mantendo-os ao menos 15 cm das paredes para evitar o superaquecimento.  ▄   15.Descongele geladeiras e freezers antigos a cada 15 ou 20 dias  Se for o caso, considere trocar de aparelho. Os novos modelos consomem até metade da energia dos modelos mais antigos.  ▄  16. Use a máquina de lavar roupas/louça só quando estiverem cheias. ▄  17. Retire imediatamente as roupas da máquina de lavar quando estiverem limpas  ▄  18. Tome banho de chuveiro e, de preferência, rápido.  ▄  19. Use menos água quente.  ▄  20. Pendure, em vez de usar a secadora  ▄  21. Nunca é demais lembrar: Recicle, Recicle, no trabalho e em casa.  ▄  22. Faça compostagem *Cerca de 3% do metano que ajuda a causar o efeito estufa é gerado pelo lixo orgânico doméstico. ▄   23. Reduza o uso de embalagens. ▄  24. Compre papel reciclado.  ▄  25. Utilize uma sacola para as compras. ▄  26. Plante uma árvore.  ▄  27. Compre alimentos produzidos na sua região.  ▄   28. Compre alimentos frescos ao invés de congelados  ▄  29. Compre orgânicos.  ▄  30. Ande menos de carro.  ▄   31. Deixe o bagageiro vazio em cima do carro. ▄  32. Mantenha seu carro regulado. ▄  33. Lave o carro a seco.  ▄  34. Quando for trocar de carro, escolha um modelo menos poluente.   ▄   35. Use o telefone ou a Internet.  ▄  36. Voe menos, reúna-se por videoconferência.  ▄   37. Economize CDs e DVDs.  Utilize memórias flash (pen-drives) ou armazenamento na web. ▄  38. Proteja as florestas ▄  39. Considere o impacto de seus investimentos.  ▄    40. Informe-se sobre a política ambiental das empresas que você contrata.  ▄   41. Desligue o computador quando não estiver utilizando.  ▄  42. Considere trocar seu monitor.  ▄  43. No escritório, desligue o ar condicionado uma hora antes do final do expediente *Num período de 8 horas, isso equivale a 12,5% de economia diária, o que equivale a quase um mês de economia no final do ano. Além disso, no final do expediente a temperatura começa a ser mais amena. *44. Não permita que as crianças brinquem com água. ▄  45. No hotel, economize toalhas e lençóis   ▄   46. Instale uma válvula na sua descarga.  ▄   47. Não peça comida para viagem.  ▄    48. Regue as plantas à noite.   ▄   49. Frequente restaurantes naturais/orgânicos.   ▄   50. Vá de escada para subir poucos andares.  ▄

Projeto E-lixo Universitário: Estudantes reciclam os computadores da UCB

De acordo com dados da ONU, o Brasil é um dos países que gera o maior volume de lixo eletrônico per capita a cada ano e, para contribuir com a diminuição dessa estatística, a Universidade Católica de Brasília realiza o projeto de Extensão E-lixo Universitário, também conhecido como projeto Reiniciar. Nele, 10 alunos da instituição trabalham com a reciclagem de computadores e criam a solução sustentável para diminuir o impacto do lixo eletrônico no meio ambiente.

Criado em fevereiro de 2010, o projeto tem três destinos para os computadores: reiniciar, reciclar e descartar sustentavelmente. “Nosso trabalho é realizado com os computadores da Católica. Nós reutilizamos peças de outras máquinas e fazemos com que um computador inutilizado se torne útil para alguém”, disse um dos alunos do projeto, Ciro Duarte. Os computadores que adquirem vida nova são doados para comunidades educativas, que têm parceria com a Universidade Católica de Brasília.

A reciclagem consiste em dar utilidade para peças que não funcionam. Placas de rede, teclas, dissipadores de calor, entre outros componentes são, com um pouco de criatividade, transformados em chaveiros, colares, porta-caneta, porta-jóias, porta-cartão, entre outros objetos.

O terceiro passo dessa ação, o descarte sustentável, representa a logística reversa. Cada indústria é responsável pelos produtos que fabrica e tem de dar o destino final a eles. “Sempre que identificamos a empresa fabricante, entramos em contato para receberem as peças que sobram”, comentou Ciro.
 ideia desenvolvida por Sebastião Eustáquio, coordenador do curso de Logística; por José Gualeve, coordenador do curso de Gestão da Tecnologia da Informação; e por Luiz Kitajima, coordenador do curso de Gestão Ambiental da UCB, tem como proposta inicial diminuir o lixo eletrônico da instituição. Porém, no próximo semestre, atenderá também a comunidade externa.

As peças produzidas por meio da reciclagem estarão a venda na Semana da Contabilidade, a realizar-se de 14 a 18 de junho, no Campus I. Haverá um estande na Feira de Artesanato no saguão do Bloco Central. A verba arrecadada será destinada à melhoria do projeto e para as pesquisas.
Mais informações: projeto.reiniciar@gmail.com ou 3356-9686, com Ciro ou Lucas. O projeto E-lixo Universitário funciona no Campus I da Universidade Católica de Brasília, sala O102.
(por Poliana Nunes – UCB)

Vida alternativa é isso!

Mark Boyle não é parente da hoje abastada Susan Boyle. Muito pelo contrário. Este inglês de 30 anos, formado em economia, vive num trailer que ia para o ferro velho e defende o que chama de Free Economy. O fogão é à lenha e a madeira é coletada nas matas da redondeza. Ele não usa dinheiro há 15 meses e ri à toa. Seu telefone é pré-pago, do tipo que só recebe chamadas. Higiene pessoal, no rio, com a pasta de dente e o sabonete feitos de cartilagem de peixe e farinha de sementes de erva doce. Ele abriu mão de uma vida confortável em Bristol. Era dono de uma loja de alimentos orgânicos, faturava o equivalente a R$ 10 mil por mês. Tinha uma boa casa, carro do ano, frequentava restaurantes, cinemas, teatros.  Boyle decidiu jogar tudo para o ar e passou a viver sem um centavo no bolso. O que era para ser uma simples experiência virou um exemplo de vida para lá de alternativa. Ele diz que vivia estressado, em meio a contas, extratos bancários, dívidas. Desde que decidiu encarar essa nova vida, não sabe mais o que é ter uma dor de cabeça. Ele acredita em sociedade alternativa. Para ele, o sistema de troca poderia substituir grande parte das transações comerciais. As roupas que usa, por exemplo, foram pagas com verduras.  Você teria coragem de fazer como ele?

Brasil recebe 2ª loja sustentável da C&A no mundo

Empresa de origem holandesa, a C&A inaugurou, nesta terça-feira, 8/12, a sua primeira loja ecologicamente correta no Brasil. A unidade, situada  em Porto Alegre, será a segunda loja verde da empresa no mundo. A primeira foi aberta em Mainz, na Alemanha. O espaço foi totalmente reestruturado e utiliza conceitos de sustentabilidade para racionalizar o consumo de água, de energia e de emissão de CO². Uma das novidades será o “Espaço Cliente”, um local exclusivo de informações sobre sustentabilidade e com coleções ecologicamente corretas da C&A, como camisetas de algodão orgânico, sacolas retornáveis, chinelos de pneu reciclado e camisetas de malha feitas com garrafas pet recicladas. A área conta ainda com um coletor de lixo eletrônico, como celulares, pilhas e baterias. Outra novidade é o telhado verde na cobertura, com 640m², que estará finalizado em fevereiro de 2010. Além de promover a biodiversidade, o isolamento térmico contribuirá para a diminuição do calor e do frio no interior da loja e, consequentemente, a menor necessidade do uso do ar condicionado. A expectativa é de que sejam organizadas visitas públicas para incentivar a educação ambiental. Mais uma vez a multinacional holandesa sai na frente, desta vez com uma nobre preocupação. Bom, não?

Ogilvy cria Hopenhagen

Hopenhagen: promovendo a discussão sobre a Cop-15.

Em Dezembro ocorre a 15ª Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas, a Cop-15, na cidade de Copenhague (Dinamarca). As ações verdes estão sendo intensificadas para promover a discussão sobre o aquecimento global e outras questões ecológicas. Entre els está o portal Hopenhagen, criado pela agência Ogilvy & Mather Worldwide, encomendada pela ONU e pela International Advertising Association (IAA). O movimento aproveita um trocadilho mediante a junção do termo hope (esperança, em inglês) e a cidade sede do encontro.

Os 10 mandamentos da comunicação de uma empresa de capital aberto

I – Não violarás o período de silêncio.

II – Garantirás eqüidade de informações a todo o mercado financeiro:

III – Criarás uma área de relações com os investidores eficiente;

IV – Investirás em campanhas institucionais;

V – Divulgarás relatórios trimestrais, balanços e iniciativas sustentáveis.

VI – Alinharás estratégias de comunicação e posicionamento em todos os pontos de contato da marca.

VII – Manterás canais diretos físicos e virtuais com os acionistas.

VIII – Desmentirás boatos, mas reconhecerás negociações existentes.

IX – Terás assessores de imprensa especializados em negócios.

X – Disponibilizarás na Internet todas as informações úteis aos investidores.

(Fonte: Meio e Mensagem, 05/10/09)

Em ação promocional, 3M propõe e internautas colaboram com a Fábrica de Idéias

Um concurso da empresa 3M gerou o site Fábrica de Idéias, onde se encontram sugestões de internautas para um mundo mais ético, humano e sustentável. Apresentadas em forma de post-its, as frases oferecem soluções para os mais diversos temas, com destaque para o design do site, lúdico e prático. Em retribuição, a 3M irá apresentar as idéias às autoridades e promoverá uma exposição para o público. Vale a pena conhecer as idéias da Fábrica!

Agência holandesa cria a Ecofont

O cartucho da sua impressora pode ter vida mais longa se você utilizar a Ecofont. Trata-se de uma nova fonte proposta pela agência holandesa Spranq. Uma pesquisa testou vários formatos.  O resultado foi a descoberta de que, retirando-se círculos pequenos da parte interna da fonte, economiza-se 20% em tinta.  A Ecofont pode ser baixada e utilizada gratuitamente. A natureza agradece!