Água, só cantando no chuveiro!

Dentro da sequência que apresenta mídias mirabolantes, mais uma da Biruta se destaca: a criada em 2012 para lançar mais uma edição do programa de calouros Ídolos, da Record. A empresa de mídia instalou um chuveiro na praia e o mesmo só liberava água se o usuário cantasse uma música. A ação envolveu os cariocas e ajudou a divulgar o programa da emissora.

Nova mídia nos ônibus brasilienses

Hoje tive contato com uma nova mídia que está sendo utilizada nos ônibus do Distrito Federal. Com o nome popular de “Tá na Mão”, este suporte constitui uma mídia funcional, pois além de  permitir que o usuário se apóie para se proteger dos solavancos do veículo, ainda oferece espaço para a inserção de mensagens publicitárias dos mais diversos anunciantes.

Desde que disponíveis em roteiros variados da cidade, poderá se tornar um complemento importante em campanhas publicitárias. O curioso é que hoje utilizei o transporte coletivo e percebi que nenhum passageiro utilizou o suporte, preferindo se apoiar nas tradicionais barras metálicas. O hábito será uma questão de tempo, mas dependerá da segurança do equipamento.

Só a propaganda coloca Messi na seleção brasileira!

A empresa de telefonia celular UniverCell resolveu inovar em suas campanhas publicitárias na Índia e já cria um buzz na web. Com o slogan “mantenha seu número, mude sua operadora”, a companhia resolveu mudar a nacionalidade de três jogadores e ‘deu’ um belo presente ao técnico Mano Menezes. Na campanha, Lionel Messi aparece vestido com o tradicional número 10 às costas, mas trocou as cores da Argentina pelas da seleção brasileira.
Se ‘ganhou’ um excelente reforço, o Brasil também ‘perdeu’ uma opção para o ataque, já que, na campanha, Luis Fabiano veste o número 9 nas cores da Espanha. O curioso é que o centroavante, atualmente no São Paulo, nunca teve uma oportunidade com Mano Menezes como técnico da seleção.
Já a Argentina perde Messi, mas ganha em troca outro excelente nome: Cristiano Ronaldo ‘deixa’ Portugal e leva a sua camisa 7 para as cores azul e branca.

Dicas para explorar consultórios como mídia

Em post de 01/04/09, publiquei um post intitulado “consultórios podem virar mídia”, onde relato a possibilidade de, através de vídeos nas salas de espera, estabelecer uma comunicação direta com o público tal qual uma TV por assinatura. Recentemente, um leitor solicitou dicas para explorar este nicho. Aqui vão algumas:

– Estabeleça parceria documentada com o maior número de consultórios, de preferência relacionados a uma única especialidade, pois isto facilita a produção de conteúdos e a seleção do público;

– Contrate um profissional para cuidar dos conteúdos enquanto você viabiliza a comercialização com consultórios e anunciantes. Este profissional deve ser polivalente, tanto para pesquisar conteúdos quanto para produzir vídeos sobre os mesmos.

– Monte no consultório uma estrutura que ofereça um suporte confortável ao público, como TVs LCDs e vídeos legendados (lembre-se que o ambiente onde ele está pode ter ruídos que dificultem a audição do conteúdo!)

– Estabeleça uma rotina de manutenção que evite perda na comunicação com situações como TVs desligadas, por exemplo. Você pode dar treinamento para funcionários do consultório auxiliarem-no neste processo, por exemplo.

– Contate empresas potencialmente interessadas tanto nos prestadores de serviços dos consultórios quanto, principalmente, no público que o procura. Pesquisa seu público para que possa prometer acesso do anunciante a este de forma seletiva.