Bar com barbearia ou barbearia com bar?

As barbearias não são mais as mesmas. Na verdade, estão melhores. Veja o exemplo da Barbearia Corleone, do empresário criativo Bruno van Enck, que por acaso namora uma cantora carioca chamada Annita (conhecem?).
Em um espaço inspirado nas barbearias novaiorquinas típicas de filmes da máfia dos anos 40, os profissionais não só cortam cabelo e barba de seus clientes.
Enquanto aguarda, o freguês pode degustar uma cerveja supergelada dentre os 450 rótulos oferecidos pelo estabelecimento, enquanto assiste partidas de futebol, entre outras atrações.
Superlegal, não acham?

Anúncios

O que é marketing de serviços

mktserv

Marketing de serviços é o conjunto de atividades que objetivam a análise, o planejamento, a implementação e o controle de programas destinados a obter e servir a demanda por produtos e serviços, de forma adequada, atendendo desejos e necessidades dos consumidores e/ou usuários com satisfação, qualidade e lucratividade.

O século XXI é considerado o “século dos serviços” e quem conseguir desenhar processos de serviços eficazes e comunicar de forma eficiente esta oferta com certeza terá meio caminho andado para o sucesso em seu negócio.

Marketing Público: o novo desafio da gestão moderna

Nas últimas décadas, o processo de comunicação das empresas evoluiu da abordagem simplista da “divulgação” para um enfoque voltado para os resultados das organizações. Esta mudança foi marcada pela valorização da área de marketing como alavancadora do desempenho comercial das empresas modernas.

O marketing evoluiu nos últimos 20 anos a partir da valorização do setor dentro do organograma e a abordagem cada vez mais próxima do consumidor, culminando com estratégias na internet que representam o “estado da arte” mercadológico. Atualmente, tudo o que os gestores de marketing sonhavam no final dos anos 80 hoje concretiza-se em forma de websites, e-mails, e-commerce, redes sociais e aplicativos. Tais ferramentas possibilitam uma proximidade maior com o consumidor e oferecem um grande volume de informações cadastrais, transacionais e de comportamento do consumidor que trazem novos desafios para a continuidade da comunicação e da oferta de produtos e serviços aos clientes.

O marketing sofisticou-se, e agora traz um desafio específico para uma área onde não se imaginava aplicá-lo: a gestão pública.

Na administração direta, este conceito ainda é difuso, confundindo-se com o da comunicação pública. Entretanto, na administração indireta, seja nas empresas públicas, nas autarquias ou mesmo em empresas concessionárias ou permissionários de serviços, o marketing traz novas possibilidades de abordagem e uma perspectiva maior de resultados.

Para exemplificar, tomemos o exemplo das empresas integrantes do sistema de transporte público de passageiros. Como estas organizações são remuneradas por passageiro transportado, seu grande desafio é estimular os usuários a utilizarem, cada vez mais, o transporte coletivo para se locomoverem. Para obter este resultado, cada empresa concessionária necessita aprimorar seus serviços e estabelecer uma comunicação diferenciada junto aos usuários para diferenciar sua marca. Neste contexto, a qualidade e a diferenciação são fundamentais para definir a predileção de usuários pelo meio de transporte oferecido pela empresa.

O marketing público está apenas “engatinhando” e oferecendo oportunidades para profissionais que se identificam com a área. Fique atento!

Por que a estréia de filmes passou para as quintas-feiras?

cinema

Uma das principais mudanças ocorridas recentemente no mercado de entretenimento foi um acordo entre exibidores e distribuidores de filmes visando antecipar as estreias para as quintas-feiras.

Tradicionalmente, os novos filmes eram exibidos em primeira mão às sextas-feiras, por permitir uma sequência de três dias de grande público e gerar bom retorno já nos primeiros dias de exibição. A mesma estratégia, porém, era utilizada por produtores de espetáculos musicais e teatrais, estabelecendo uma concorrência pelo mesmo público e pela atenção da mídia, uma vez que lazer é a principal pauta na imprensa às sextas-feiras.

Ao transferirem a estréia das películas para as quintas-feiras, distribuidores e exibidores podem obter maior visibilidade na mídia, antecipando sua divulgação à dos demais espetáculos artísticos.

Do ponto de vista estratégico, a decisão é perfeita, mas cria um novo arranjo na agenda de famílias e casais que apreciam a sétima arte, nada que uma programação antecipada não resolva.

Restaurantes precisam valorizar funcionários

Ao conviver com a operação de uma rede de franquias, pude constatar a importância de os gestores valorizarem seu quadro funcional.

Ao frequentarmos um restaurante como clientes, não imaginamos o esforço logístico necessário para que os pratos deliciosos cheguem à nossa mesa. Pagar a conta é apenas a ponta de um processo complexo que começa na seleção adequada de insumos e a seleção do pessoal que atuará nos bastidores, especialmente na cozinha.

A maioria dos funcionários que trabalham em restaurantes possuem deficiências em sua formação, pois a maioria possui apenas o ensino fundamental, o que buscam compensar com trabalho duro para receberem um salário que não reflete necessariamente seu esforço e dedicação.

Aos gestores dos restaurantes, cabe qualificar melhor seus funcionários e valorizá-los, seja com melhor remuneração ou simplesmente transformando o ambiente de trabalho em um espaço de amizade, companheirismo e qualidade de vida. Afinal, onde está escrito que o funcionário de uma cozinha não pode sentar-se em algum momento?

Alguns caminhos são possíveis aos gestores para que ofereçam melhor qualidade de vida aos funcionários, como um plano odontológico, cesta básica, folga em um dia do final de semana, vestiários confortáveis e ventilados. Enfim, itens básicos que requerem pouco custo e uma certa racionalidade na distribuição de tarefas.

Ao negligenciar este preceito, muitos empresários se verão diante de uma dificuldade crescente em contratar funcionários, pois há grande rotatividade neste meio, principalmente onde falta as condições minimamente dignas para o trabalho de garçons, cozinheiros, atendentes e auxiliares.

Satisfação do consumidor: o paradigma do século de serviços

Prestar um bom atendimento e monitorar a qualidade do atendimento é o novo desafio que empresas modernas necessitam enfrentar.

Em pleno século XXI, não deixa de ser expressiva a quantidade de empresas que não aprimoram seus serviços. Se investigarmos as razões deste fato, chegaremos à conclusão de que ora falta vontade, ora falta infra-estrutura tecnológica, ora faltam recursos humanos adequados para executar a política de qualidade da empresa.

O pecado destas empresas não está em deixar isto acontecer, mas, sim, não se movimentarem na direção de alcançar a satisfação do consumidor. Como? Pesquisando junto ao consumidor e buscando executar melhorias baseadas na percepção deste.

Um exemplo do que explano é o fato de necessitar de um atendimento da Claro TV há algumas semanas e, mesmo após sucessivos agendamentos, não ter nenhum posicionamento de qualidade da operadora sobre meu problema. Por quatro vezes a operadora agendou e fiquei esperando em minha residência. A única alternativa oferecida pela companhia e reagendar a visita, sucessivamente. Desisti.

Ao preocuparem-se com os dividendos de suas ações, os acionistas das empresas de serviços deveriam virar-se para o nível de retenção de clientes e verificar que muito precisa ser feito para fidelizar sua carteira e ampliar as vendas.

A satisfação do consumidor é o novo paradigma do século XXI, considerado o promissor século da área de prestação de serviços. Quem se movimentar nesta direção vai ganhar o jogo.

Substituição na Via Embratel

O mercado de TV por assinatura foi marcado em 2011 pelo surgimento da OI TV, a partir da nova regulamentação que permite a oferta daquele produto pelas empresas telefônicas.

Já o ano de 2012 começa com a informação de que a Via Embratel, cuja marca até hoje não foi muito assimilada pelo target, será substituída pelo lançamento da Claro TV.

Provavelmente, a estratégia de lançamento da nova empresa (ou nova marca, apenas) ocorrerá com novas ofertas. Vamos aguardar!

Banco do Brasil corrige erro estratégico e amplia capilaridade com parceria com os Correios

Em um post de 25/11/09, intitulado “Capilaridade é isto! Ou quase isto… comentei o fato de o Bradesco comemorar em sua publicidade a maior cobertura nacional, graças à parceria do Banco Postal, dos Correios. Na ocasião, critiquei o erro estratégico do Banco do Brasil em não medir esforços para estabelecer uma parceria com uma instituição pública que teria total sinergia com seu marketing.

Pois agora, o BB já está se preparando para trabalhar junto com os Correios. A partir de 02 de janeiro de 2012 (minha data de aniversário, por sinal!), as mais de 6 mil agências próprias dos Correios de todo o país atenderão seu público em parceria com o Banco do Brasil, oferecendo diversos serviços, como abertura de contas, depósitos, acolhimento de propostas de empréstimos, pagamentos, consultas de saldos e extratos e pagamento de benefícios do INSS.

Se você ou sua empresa já utilizam esses serviços prestados nas agências dos Correios e deseja continuar sendo atendido no mesmo lugar e com as pessoas que você já conhece, teremos muito orgulho em recebê-lo como nosso cliente.

Assim, a direção do Banco do Brasil corrige um erro estratégico que prejudicou sua participação no mercado e amplia sua capilaridade por todo país. Ponto para o banco que adotou o amarelo como cor institucional.

Secomunica promove hoje oitava edição do Cinemarketing

O anfiteatro do Bloco K da UCB será palco, hoje à noite, da oitava edição do Cinemarketing. O evento é constituído de uma exposição mercadológica onde alunos da disciplina Marketing I, dos cursos de Publicidade e Administração, representam empresas figurantes em filmes de película. Pela segunda vez, o evento será temático, oferecendo, ao público, desta vez, a prestação de serviços.

Nos estandes, notebooks exibirão o filme escolhido pelos participantes, enquanto estes executarão serviços propostos pela empresa abordada. Em 20 estandes, os alunos oferecerão serviços de salão de  beleza, consultoria financeira e muitos outros.

“Creio que será o maior e melhor Cinemarketing que já fizemos, a julgar pela animação dos alunos e pela quantidade bem maior de participantes que teremos”, aposta o professor Elias Rodrigues de Sousa, criador e coordenador do evento.

O Cinemarketing compõe a primeira etapa de um trabalho de planejamento de marketing que os alunos cumprirão até o final do ano, como atividade principal da disciplina. Os resultados tem sido bastante positivos, como relatado em post anterior.

Você está convidado a participar do evento, que terá entrada franca. Nos próximos dias, mostraremos como foi a festa.

Vem aí a oitava edição do Cinemarketing

No período de 26 a 30 de setembro de 2011, será realizada a VI Secomunica – Semana de Comunicação da Universidade Católica de Brasília. Uma das atrações será a oitava edição do Cinemarketing – Exposição Mercadológica promovida pelos cursos de Publicidade e Propaganda e Administração.

Na sétima edição, o tema foi alimentação, conforme você pode conferir no vídeo acima. Neste mês, o tema será Serviço. Caberá aos 90 alunos uma empresa figurante em um filme e executar na feira os serviços prestados por aquele empreendimento na película.

O que será que os alunos estarão programando? Na próxima semana eu conto, inclusive em vídeo.

Empresa de entregas utiliza motoboys engravatados

As empresas prestadoras de serviço procuram inovar para agregar valor e fidelizar seus clientes. Exemplo disto é a Pacer Logística, que passou a adotar, nesta semana, o uso de roupa social por parte dos motoqueiros. A iniciativa visa criar empatia com o público da empresa de entregas, a maioria deles relacionados à advocacia. A idéia do diretor da empresa, é dissociar a imagem dos contínuos sobre rodas dos malcomportados motoboys. Na empresa, que no Rio de Janeiro e em São Paulo, os profissionais são chamados de motociclistas e passam regularmente por treinamento. Para estimulá-los a andarem devidamente trajados, a empresa os estimula com um salário 20% superior ao padrão do mercado.

Ferramentas de promoção de vendas são úteis no marketing de serviços

Ontem o aluno Kaio me relatou uma experiência interessante que tem vivenciado nos negócios de sua família. Atuando no mercado de aluguel de pranchas e plataformas, veículos que transportam máquinas pesadas, Kaio se entusiasmou nas primeiras aulas de Marketing Especializado com as ferramentas de promoção de vendas. Estudando a aplicabilidade de algumas delas, decidiu implantar duas táticas promocionais.

A primeira foi oferecer às diversas empresas que contratam seus serviços a possibilidade de, ao contratar dez fretes, ganhar um.

Além disso, também decidiu estimular a prática da recomendação. Ao indicar outros 3 potenciais consumidores para a empresa, o cliente também ganha um frete.

Ao preço médio de 400 reais, a recompensa oferecida pela empresa de Kaio constitui-se em uma interessante vantagem para seus clientes. O resultado destas táticas, utilizadas no primeiro quadrimestre de 2011, é que, em determinados momentos, a empresa de Kaio chega a triplicar seu faturamento diário.

Eis um exemplo de como utilizar inteligentemente táticas simples de promoção de vendas.

Porque virei um Net

Resolvi iniciar o ano com algumas mudanças. Uma delas foi migrar da Sky para a Net. Após 3 meses procurando resolver interferências de sinal em minha região (Vicente Pires), os técnicos da Sky finalmente declararam-se incapazes de resolver problemas que me impediam de assistir canais como Viva e AXN, além da própria da TV Globo. Pena ter que mudar, pois sempre estive muito satisfeito com a Sky. Por isso, tive que escolher a única tv por assinatura que atende via cabo telefônico, a Net. Até que estou satisfeito com o sinal, mas não descarto voltar a utilizar a Sky. Mesmo porque estou também mudando-me de volta para Taguatinga. A propósito, você já viu o comercial da Net? Parece que aposentaram o general Skavurska, depois de bom serviços prestados. Em tempo: embora o comercial sugira que os técnicos da Net ficam de “meinha” (pantufa ou propé, como queiram) na residência do cliente, como sinal de respeito ao cliente, os representantes que vieram à minha casa fazer a conexão não estavam utilizando qualquer aparato nos pés.

 

Programa de marketing ou marketing de programa?

Recentemente, o portal Mundo do Marketing revelou que uma ex-garota de Programa de Marketing, Vanessa de Oliveira (será o nome verdadeiro?), publicara um livro intitulado Diário de Marise, nome adotado em sua profissão(?). Segundo a matéria, a profissional (?) agora, está dando palestras onde relata suas estratégias para conquistar clientes, em analogia ao mercado empresarial. A matéria é a campeã do portal. Acesse e tire suas próprias conclusões. Isto que ela praticou foi um programa de marketing ou um marketing de programa?

Conheça Jussier, o jornaleiro palestrante

Tudo começou quando Jussier Ramalho comprou uma banca de revistas. Sem nenhum recurso, ele conseguiu um prazo de 45 dias para pagar um investimento e em apenas 25 dias foi capaz de levantar todo dinheiro necessário. Seu estabelecimento, a Banca Prática, é hoje uma das melhores, se não a melhor, de Natal. Climatizada, cercada de verde e com atendentes uniformizados e solícitos, a banca tem uma clientela seleta e está sempre surpreendendo, através da promoção de eventos divertidos e inusitados. Os encontros de sábado à tarde, onde ocorrem trocas de revistas, figurinhas e bate-papos animados, são freqüentados por pais, filhos, avós e já fazem parte da rotina de muitas famílias. Recentemente Jussier conseguiu arrecadar entre clientes e amigos cerca de 500 livros e está montando um espaço à disposição dos freqüentadores, especialmente crianças carentes ávidas por conhecimento e diversão. Em breve, o jornaliero pretende oferecer aulas de dança de salão, gratuitas, no espaço que circunda a banca.