Por que seu negócio precisa de um website?

Ter um website facilita localização em mecanismos de busca

A Internet transformou a forma como as empresas se apresentam ao mercado e vendem seus produtos.

Atualmente, são inúmeras as possibilidades de divulgação e venda dos produtos na internet, mas tudo ainda começa com um moderno e funcional website.

Mas por que motivo sua empresa necessita criar e manter um website?

Aqui vão as razões definitivas para tomar sua decisão.

1 – Facilidade para o cliente encontrar a sua empresa

Se o consumidor procura por fornecedores de serviços e produtos em mecanismos de buscas, é com um bom site que elas encontrarão sua empresa.

2 – Menor custo na hora de encontrar possíveis clientes

Se o seu site receber em média 10 visitas por dia, ao final de 1 mês terá registrado 300 contatos com clientes interessados. E com uma boa manutenção de conteúdo e otimização das páginas (SEO), este resultado poderá ser ainda maior, gerando mais retorno com grande economia.

3 – Plena integração com suas redes

A implantação de um website amplia o alcance da comunicação que sua empresa já desenvolve nas redes sociais, gerando maior contato com os clientes e oferecendo a leis mais informações sobre produtos e serviços.

4 – Mensuração de dados e resultados

A partir de um website você poderá recolher dados dos clientes com facilidade e rapidez, identificando as informações que eles buscam e podendo, com isso, oferecer conteúdo mais apropriado e direcionado às suas vendas.

5 – É a decisão digital mais estratégica que você pode tomar!

Enquanto o alcance da comunicação de sua empresa é cada vez menor nas redes sociais, por exemplo, no website o alcance de clientes pode ser cada vez maior, pois você é quem “manda” neste território, executando estratégias que podem potencializar ainda mais o número de clientes visitantes e, consequentemente, suas vendas.

Agora que você tem elementos para decidir, está na hora de entrar neste jogo pra ganhar, não acha?

 

 

Anúncios

Internet: terra de todos ou “terra de ninguém”?

Acessar muitos conteúdos é bom, mas quem paga por isso?

Ao ser concebida, a internet apresentou-se como um espaço de compartilhamento de conteúdo e de socialização, mas há quem esteja se apropriando indevidamente de conteúdos de terceiros para obter fama, formação ou dinheiro. E quem produz o conteúdo, como fica neste contexto?

Pena que tantos enxerguem a web como uma “terra de ninguém” e desenvolvam negócios que em nada valorizam quem se dedica a criar os conteúdos. A base da economia criativa é o respeito à cadeia de valor. É preciso regular os direitos autorais e a remuneração das obras na internet!

Particularmente, creio que a solução passa por 3 medidas:

a) Gerar contrapartidas obrigatórias de empresas formais que se apropriam dos conteúdos (Facebook, Google e serviços de armazenamento e compartilhamento na nuvem, como OneDrive, Dropbox e Google Drive, entre outros), obrigando-os a criar uma forma de reconhecer e proteger o produtor original do conteúdo;

b) Estabelecer um marco jurídico para pessoas que se apropriam de conteúdos de terceiros, exigindo que peçam autorização dos autores e responsabilizando-as em caso de apropriação indébita; e

c) Estimular empreendedores a criar negócios que se proponham a exatamente monitorar o uso indevido da produção de um determinado autor, a exemplo do que faziam, por exemplo, as editoras gráficas e as editoras musicais, por exemplo.

Tais medidas podem  parecer soluções utópicas, mas é preciso pensar em soluções para um uso indevido da web que está prejudicando autores e beneficiando quem exagera na apropriação e compartilhamento de conteúdo.

Creio que alguma instituição poderia patrocinar um grupo de pesquisadores para o tema, se é que talvez já não exista. Mentes brilhantes podem conceber soluções práticas para esta questão que vem transformando a web no império do “control-c, control-v”.

Por que youtubers fazem sucesso?

Se você já se fez esta pergunta, talvez o youtuber Cauê Moura tenha a resposta.

5 anos e 100 milhões de acessos depois, o apresentador reflete, com seu estilo bem-humorado, sobre seu sucesso e também o de outros profissionais que vivem de suas produções na principal rede social de vídeos da atualidade.

Para simplificar, podemos afirmar que os youtubers fazem sucesso por que seu público, formado a maioria por crianças e adolescentes, se identifica plenamente com eles, adotando-os como uma das rotinas de suas vidas. Para eles, assistir um vídeo de Cauê Moura, Julio Cocielo ou Kefera representa sintonizar com alguém que retrata o seu mundo e que assume o papel de companheiro, com seu conteúdo e com sua personalidade.

Estamos em um novo momento na comunicação e vale a pena compreendê-lo.

Ação da Bandeira Cabal paga a conta de clientes de bares em BH

A bandeira de cartões de crédito Cabal realizou uma ação de marketing promocional, em parceria com a agência Atake, onde pagou a conta de alguns clientes em bares e restaurantes espalhados pela cidade de Belo Horizonte.

Segundo a empresa, a ação promocional foi uma forma de transformar uma situação do dia a dia em um momento diferente, pois acredita que pequenos gestos podem fazer toda a diferença e momentos especiais como estes devem ser celebrados.

O vídeo da ação, produzido apenas para a internet e com duração média de um minuto, foi intitulado de “Hoje a Conta é Por Nossa Conta” e mostra diversas pessoas recebendo, de forma inesperada, um cartão da Cabal com crédito no momento em que a conta é solicitada. O vídeo finaliza com o logo da bandeira e o seu conceito “A Diferença Está Em Suas Mãos”.

Fundada em 1980 na Argetina, a Cabal é uma bandeira de cartões internacional aberta, o que significa atuar livremente em diversos países no licenciamento de emissores e credenciadoras, e na homologação de processadoras de meios de pagamentos eletrônicos.

A Cabal Brasil, empresa sediada em Brasília-DF e fundada em janeiro de 2000, é quem regula o funcionamento da Bandeira Cabal no País e administra a vinculação de novos emissores, instituições financeiras ou não, credenciadoras e processadoras de cartões por meio da sua adesão ao Sistema Cabal de Meios de Pagamento.

Confira o vídeo da ação promocional.

Fonte: Promoview

Como atrair e reter clientes com o marketing digital?

MktDigital

As pequenas empresas não costumam explorar todo o potencial da internet para divulgar seus produtos e serviços.

Algumas atitudes são fundamentais para fazer uma divulgação online eficiente e atrair e mante clientes.

Conheça seu público-alvo, identifique o perfil demográfico e socioeconômico, os interesses gerais e os hábitos de consumo.

O conteúdo é a chave do sucesso em uma rede social, em um blog ou e-mail.

Divulgue seu negócio. Se você não trabalhar para aparecer, jamais será visto!

Invista em anúncios e produza conteúdo relevante.

Só assim vai despertar o interesse do cliente.

Fonte: SebraeSP

Como saber a média salarial de uma profissão?

Nos últimos seis meses, a média salarial de um Gerente de Comunicação no Distrito Federal foi de R$ 6.489,00, enquanto em São Paulo está na faixa de R$ 6.862,00. Informações sobre remunerações desta e de outras categorias profissionaiscomo estão disponíveis em um utilíssimo site disponibilizado pela FIPE – Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas.

Com base nos dados contidos no site, os trabalhadores poderão reivindicar remunerações maiores ou mudar de cidade em busca de rendimentos mais altos. O salariômetro permite a busca por ocupação, Estado, faixa etária, gênero, cor e escolaridade.  A interface é amigável. O banco de dados reúne informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), do Ministério do Trabalho.

Acesse e conheça!

O que é gerar leads?

Social engineering concept

Uma das expressões mais utilizadas atualmente no marketing digital é “gerar leads”. Mas o que vem a ser isto?

Gerar leads significa recolher informações de contato de potenciais clientes para relacionar-se com eles diretamente a partir do dado cadastral coletado, como um e-mail, por exemplo.

Quando a marca Vivo foi lançada no mercado, a empresa de telefonia realizou ações em universidades buscando coletar dados cadastrais de seu público-alvo, uma vez que considerou o público jovem “heavy-user” de seus serviços. A ação consistia na oferta gratuita de um chaveiro em forma do mascote da empresa, em cores diferentes. Para ganhar o brinde, o cliente preenchia um cadastro com nome, endereço, e-mail, telefones fixo e celular, bem como respondia a perguntas que sondavam seu interesse em conhecer as ofertas da empresa ou mesmo seu interesse em trocar de aparelho ou de operadora.

A ação promovida por esta empresa é um bom exemplo de como recolher, a custo baixo, informações preciosas de contato com os clientes. É o que estão fazendo também empreendedores digitais ao ofertar seus serviços.

Doabox: novo portal para doações

doabox

Lauro Madetti tinha um computador que não usava e queria doá-lo, mas não conhecia nenhum lugar de confiança para fazer a doação. Da dificuldade, Mauro teve uma ideia. Por quê não criar um portal na internet na qual é possível cadastrar um objeto que possa ser facilmente procurado pela pessoa que precisa?

Assim surgiu o Doabox.com, plataforma que permite a doação de objetos e facilita o encontro entre doador e receptor.

O site funciona de maneira simples, basta criar perfil no portal e cadastrar a doação. Depois, é só aguardar o contato de outro usuário e combinar a entrega.

Para receber um objeto, basta procurar o que precisa no portal e clicar em “Receber esta doação”.

(Fonte: site Catraca Livre)

Imprima o que quiser

Quer imprimir uma página da Web sem anúncios e outros “floreios” coloridos e sem gastar tinta colorida? Quer apenas imprimir o texto, editando-o facilmente? Seus problemas acabaram. Está no ar o site Print What You Like. Através desta ferramenta, você escolhe se deseja imprimir a página completa ou sem publicidade ou sem fundo colorido. Este site proporciona economia de tinta e uma impressão objetivo do que você deseja. Veja o exemplo acima antes e depois de utilizar a ferramenta no site Uol. Experimente você também!

Kristof Saelen esbanja talento com a Pixel Art

Você reconhece os artistas acima? A imagem é uma peça de Pixel Art de Kristof Saelen, um diretor de arte belga que recria personagens dos anos 80 e 90 em forma de personagens de games, a partir de softwares como Flash, Photoshop, Ilustrator e Safari.  Além de obras como esta, Saelen cria logomarcas e websites, pois atua também como arquiteto de informação. Vale a pena conferir o trabalho deste designer. Aproveite para verificar a criatividade e objetividade do artista em seu website.

O que é Inbound Marketing?

Com a proposta de ir além de estratégias baseadas na interrupção do usuário, o Inbound Marketing caracteriza-se como uma forma de atrair a atenção dos internautas através de conteúdos do seu interesse.

A técnica consiste em criar diferentes canais de marketing, como perfis em redes sociais e blogs, onde é possível gerar e compartilhar informações relevantes para determinados perfis de consumidores.

Sendo assim, não é necessário interromper o internauta com anúncios ou mensagens invasivas, pois, afinal de contas, ele mesmo terá o interesse de buscar e clicar em seu conteúdo.

Inbound Marketing é ideal para marcas e empresas que desejam “ser encontradas” por seus clientes na internet, por proporcionar novas formas de atrair e conquistar a atenção do público.

Esta estratégia difere do outbound marketing, cujo maior exemplo é o esgotado telemarketing e os comerciais de televisão, onde a mensagem chega a você sem seu interesse ativo.

Para realizar boas ações em Inbound Marketing, é necessário três fatores fundamentais: conteúdo, otimização em mecanismos de busca (SEO) e intenso compartilhamento em mídias sociais.

(Fonte: Ana Carolina Meller)

Série da Cielo traz histórias de empreendedores

A Cielo preparou uma série com seis episódios na internet contando histórias únicas de empreendedores. A websérie ‘Cielo pelo Brasil’, assinada pela agência FSB Digital, usa storytelling para revelar o lojista por trás da máquina e mostrar que a empresa de pagamentos eletrônicos é feita de histórias.

Os vídeos irão ao ar mensalmente, confira abaixo o primeiro episódio que entrou no ar no dia 26 de abril. Aqui, você confere a história surpreendente do engraxate Xuxaine.

Dictionarist: uma ferramenta versátil para tradução

Dictionarist é uma ideia exclusiva para web, pois permite é um dicionário que permite o acesso a uma palavra com o mesmo significado em várias línguas.

Usar este serviço on-line é bastante simples. Basta procurar o termo e esperar até que o Dictionarist conclua a busca. Serão exibidos resultados para todas as línguas nas quais o programa encontrar correspondentes em seu banco de dados – mas sem uma ordem definida.

Outra boa ferramenta do Dictionarist é a possibilidade de escutar a pronúncia das palavras. Ao lado de cada palavra buscada, aparece um ícone em forma de autofalante: clique nele e escute a pronúncia.

Dictionarist permite buscas em português, inglês, francês, alemão, chinês (tradicional e simplificado), coreano, grego, albanês, russo, italiano, turco, espanhol, holandês e japonês. Porém, o banco de dados do programa ainda é insuficiente e com pronúncias de sotaque duvidoso.

Mesmo assim, vale a pena conhecer esta ferramenta que pode ser útil até para a atividade de branding, especificamente na área de naming.