Internet: terra de todos ou “terra de ninguém”?

Ao ser concebida, a internet apresentou-se como um espaço de compartilhamento de conteúdo e de socialização, mas há quem esteja se apropriando indevidamente de conteúdos de terceiros para obter fama, formação ou dinheiro. E quem produz o conteúdo, como fica neste contexto?

Pena que tantos enxerguem a web como uma “terra de ninguém” e desenvolvam negócios que em nada valorizam quem se dedica a criar os conteúdos. A base da economia criativa é o respeito à cadeia de valor. É preciso regular os direitos autorais e a remuneração das obras na internet!

Particularmente, creio que a solução passa por 3 medidas:

a) Gerar contrapartidas obrigatórias de empresas formais que se apropriam dos conteúdos (Facebook, Google e serviços de armazenamento e compartilhamento na nuvem, como OneDrive, Dropbox e Google Drive, entre outros), obrigando-os a criar uma forma de reconhecer e proteger o produtor original do conteúdo;

b) Estabelecer um marco jurídico para pessoas que se apropriam de conteúdos de terceiros, exigindo que peçam autorização dos autores e responsabilizando-as em caso de apropriação indébita; e

c) Estimular empreendedores a criar negócios que se proponham a exatamente monitorar o uso indevido da produção de um determinado autor, a exemplo do que faziam, por exemplo, as editoras gráficas e as editoras musicais, por exemplo.

Tais medidas podem  parecer soluções utópicas, mas é preciso pensar em soluções para um uso indevido da web que está prejudicando autores e beneficiando quem exagera na apropriação e compartilhamento de conteúdo.

Creio que alguma instituição poderia patrocinar um grupo de pesquisadores para o tema, se é que talvez já não exista. Mentes brilhantes podem conceber soluções práticas para esta questão que vem transformando a web no império do “control-c, control-v”.

Por que youtubers fazem sucesso?

Se você já se fez esta pergunta, talvez o youtuber Cauê Moura tenha a resposta.

5 anos e 100 milhões de acessos depois, o apresentador reflete, com seu estilo bem-humorado, sobre seu sucesso e também o de outros profissionais que vivem de suas produções na principal rede social de vídeos da atualidade.

Para simplificar, podemos afirmar que os youtubers fazem sucesso por que seu público, formado a maioria por crianças e adolescentes, se identifica plenamente com eles, adotando-os como uma das rotinas de suas vidas. Para eles, assistir um vídeo de Cauê Moura, Julio Cocielo ou Kefera representa sintonizar com alguém que retrata o seu mundo e que assume o papel de companheiro, com seu conteúdo e com sua personalidade.

Estamos em um novo momento na comunicação e vale a pena compreendê-lo.

Ação da Bandeira Cabal paga a conta de clientes de bares em BH

A bandeira de cartões de crédito Cabal realizou uma ação de marketing promocional, em parceria com a agência Atake, onde pagou a conta de alguns clientes em bares e restaurantes espalhados pela cidade de Belo Horizonte.

Segundo a empresa, a ação promocional foi uma forma de transformar uma situação do dia a dia em um momento diferente, pois acredita que pequenos gestos podem fazer toda a diferença e momentos especiais como estes devem ser celebrados.

O vídeo da ação, produzido apenas para a internet e com duração média de um minuto, foi intitulado de “Hoje a Conta é Por Nossa Conta” e mostra diversas pessoas recebendo, de forma inesperada, um cartão da Cabal com crédito no momento em que a conta é solicitada. O vídeo finaliza com o logo da bandeira e o seu conceito “A Diferença Está Em Suas Mãos”.

Fundada em 1980 na Argetina, a Cabal é uma bandeira de cartões internacional aberta, o que significa atuar livremente em diversos países no licenciamento de emissores e credenciadoras, e na homologação de processadoras de meios de pagamentos eletrônicos.

A Cabal Brasil, empresa sediada em Brasília-DF e fundada em janeiro de 2000, é quem regula o funcionamento da Bandeira Cabal no País e administra a vinculação de novos emissores, instituições financeiras ou não, credenciadoras e processadoras de cartões por meio da sua adesão ao Sistema Cabal de Meios de Pagamento.

Confira o vídeo da ação promocional.

Fonte: Promoview

Como atrair e reter clientes com o marketing digital?

MktDigital

As pequenas empresas não costumam explorar todo o potencial da internet para divulgar seus produtos e serviços.

Algumas atitudes são fundamentais para fazer uma divulgação online eficiente e atrair e mante clientes.

Conheça seu público-alvo, identifique o perfil demográfico e socioeconômico, os interesses gerais e os hábitos de consumo.

O conteúdo é a chave do sucesso em uma rede social, em um blog ou e-mail.

Divulgue seu negócio. Se você não trabalhar para aparecer, jamais será visto!

Invista em anúncios e produza conteúdo relevante.

Só assim vai despertar o interesse do cliente.

Fonte: SebraeSP

Como saber a média salarial de uma profissão?

Nos últimos seis meses, a média salarial de um Gerente de Comunicação no Distrito Federal foi de R$ 6.489,00, enquanto em São Paulo está na faixa de R$ 6.862,00. Informações sobre remunerações desta e de outras categorias profissionaiscomo estão disponíveis em um utilíssimo site disponibilizado pela FIPE – Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas.

Com base nos dados contidos no site, os trabalhadores poderão reivindicar remunerações maiores ou mudar de cidade em busca de rendimentos mais altos. O salariômetro permite a busca por ocupação, Estado, faixa etária, gênero, cor e escolaridade.  A interface é amigável. O banco de dados reúne informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), do Ministério do Trabalho.

Acesse e conheça!

O que é gerar leads?

Social engineering concept

Uma das expressões mais utilizadas atualmente no marketing digital é “gerar leads”. Mas o que vem a ser isto?

Gerar leads significa recolher informações de contato de potenciais clientes para relacionar-se com eles diretamente a partir do dado cadastral coletado, como um e-mail, por exemplo.

Quando a marca Vivo foi lançada no mercado, a empresa de telefonia realizou ações em universidades buscando coletar dados cadastrais de seu público-alvo, uma vez que considerou o público jovem “heavy-user” de seus serviços. A ação consistia na oferta gratuita de um chaveiro em forma do mascote da empresa, em cores diferentes. Para ganhar o brinde, o cliente preenchia um cadastro com nome, endereço, e-mail, telefones fixo e celular, bem como respondia a perguntas que sondavam seu interesse em conhecer as ofertas da empresa ou mesmo seu interesse em trocar de aparelho ou de operadora.

A ação promovida por esta empresa é um bom exemplo de como recolher, a custo baixo, informações preciosas de contato com os clientes. É o que estão fazendo também empreendedores digitais ao ofertar seus serviços.

Doabox: novo portal para doações

doabox

Lauro Madetti tinha um computador que não usava e queria doá-lo, mas não conhecia nenhum lugar de confiança para fazer a doação. Da dificuldade, Mauro teve uma ideia. Por quê não criar um portal na internet na qual é possível cadastrar um objeto que possa ser facilmente procurado pela pessoa que precisa?

Assim surgiu o Doabox.com, plataforma que permite a doação de objetos e facilita o encontro entre doador e receptor.

O site funciona de maneira simples, basta criar perfil no portal e cadastrar a doação. Depois, é só aguardar o contato de outro usuário e combinar a entrega.

Para receber um objeto, basta procurar o que precisa no portal e clicar em “Receber esta doação”.

(Fonte: site Catraca Livre)

Imprima o que quiser

Quer imprimir uma página da Web sem anúncios e outros “floreios” coloridos e sem gastar tinta colorida? Quer apenas imprimir o texto, editando-o facilmente? Seus problemas acabaram. Está no ar o site Print What You Like. Através desta ferramenta, você escolhe se deseja imprimir a página completa ou sem publicidade ou sem fundo colorido. Este site proporciona economia de tinta e uma impressão objetivo do que você deseja. Veja o exemplo acima antes e depois de utilizar a ferramenta no site Uol. Experimente você também!

Kristof Saelen esbanja talento com a Pixel Art

Você reconhece os artistas acima? A imagem é uma peça de Pixel Art de Kristof Saelen, um diretor de arte belga que recria personagens dos anos 80 e 90 em forma de personagens de games, a partir de softwares como Flash, Photoshop, Ilustrator e Safari.  Além de obras como esta, Saelen cria logomarcas e websites, pois atua também como arquiteto de informação. Vale a pena conferir o trabalho deste designer. Aproveite para verificar a criatividade e objetividade do artista em seu website.

O que é Inbound Marketing?

Com a proposta de ir além de estratégias baseadas na interrupção do usuário, o Inbound Marketing caracteriza-se como uma forma de atrair a atenção dos internautas através de conteúdos do seu interesse.

A técnica consiste em criar diferentes canais de marketing, como perfis em redes sociais e blogs, onde é possível gerar e compartilhar informações relevantes para determinados perfis de consumidores.

Sendo assim, não é necessário interromper o internauta com anúncios ou mensagens invasivas, pois, afinal de contas, ele mesmo terá o interesse de buscar e clicar em seu conteúdo.

Inbound Marketing é ideal para marcas e empresas que desejam “ser encontradas” por seus clientes na internet, por proporcionar novas formas de atrair e conquistar a atenção do público.

Esta estratégia difere do outbound marketing, cujo maior exemplo é o esgotado telemarketing e os comerciais de televisão, onde a mensagem chega a você sem seu interesse ativo.

Para realizar boas ações em Inbound Marketing, é necessário três fatores fundamentais: conteúdo, otimização em mecanismos de busca (SEO) e intenso compartilhamento em mídias sociais.

(Fonte: Ana Carolina Meller)

Série da Cielo traz histórias de empreendedores

A Cielo preparou uma série com seis episódios na internet contando histórias únicas de empreendedores. A websérie ‘Cielo pelo Brasil’, assinada pela agência FSB Digital, usa storytelling para revelar o lojista por trás da máquina e mostrar que a empresa de pagamentos eletrônicos é feita de histórias.

Os vídeos irão ao ar mensalmente, confira abaixo o primeiro episódio que entrou no ar no dia 26 de abril. Aqui, você confere a história surpreendente do engraxate Xuxaine.

Dictionarist: uma ferramenta versátil para tradução

Dictionarist é uma ideia exclusiva para web, pois permite é um dicionário que permite o acesso a uma palavra com o mesmo significado em várias línguas.

Usar este serviço on-line é bastante simples. Basta procurar o termo e esperar até que o Dictionarist conclua a busca. Serão exibidos resultados para todas as línguas nas quais o programa encontrar correspondentes em seu banco de dados – mas sem uma ordem definida.

Outra boa ferramenta do Dictionarist é a possibilidade de escutar a pronúncia das palavras. Ao lado de cada palavra buscada, aparece um ícone em forma de autofalante: clique nele e escute a pronúncia.

Dictionarist permite buscas em português, inglês, francês, alemão, chinês (tradicional e simplificado), coreano, grego, albanês, russo, italiano, turco, espanhol, holandês e japonês. Porém, o banco de dados do programa ainda é insuficiente e com pronúncias de sotaque duvidoso.

Mesmo assim, vale a pena conhecer esta ferramenta que pode ser útil até para a atividade de branding, especificamente na área de naming.

Brinde no copo ativa amizades no Facebook

“A Budweiser acaba de lançar uma ação para dar um upgrade aos famosos brindes de amizade. Trata-se do “Buddy Cup”, espécie de copo que vem com um chip integrado ao Facebook. Cada vez que o portador encosta o copo em outro buddy cup (também com o chip), os dois automaticamente se tornam amigos na rede social. A agência Africa criou o conceito, já a parte tecnológica foi desenvolvida pelo estúdio de inovação digital Bolha.

O objetivo da ação é aumentar a interação entre os consumidores de Bud em eventos da marca, como festas, shows e festivais. O próximo passo será estender a ação para a plataforma de patrocínios da Bud. Veja como funciona:”

(Fonte: Meio&Mensagem)