Como ser mais criativo nos negócios

crianegocio

Em 1920, nos Estados Unidos, um funcionário da Johnson & Johnson, Earle Dickson, teve uma ideia simples e brilhante. Ao chegar em casa e ver sua esposa com pequenos cortes nos dedos causados pelos afazeres domésticos, e perceber a dificuldade que tinha para preparar o curativo com gaze e fita, ele resolveu unir esses dois produtos – na época fabricados pela empresa em que trabalhava –  num único. Ele levou a ideia aos seus chefes, que investiram nisso e criaram um produto revolucionário para a época: o Band-Aid. Apesar de ter demorado um pouco para agradar o público, o Band-Aid acabou fazendo muito sucesso e Dickinson foi promovido a vice-presidente, cargo que ocupou até a sua aposentadoria.

Essa história demonstra bem a importância da criatividade nos negócios. O Band-Aid, hoje sinônimo para bandagem adesivada e uma parte importante da história da corporação, surgiu da cabeça de um funcionário e da percepção de seus superiores de que a criatividade tem de ser incentivada e recompensada. Fábio Zugman, especialista em criatividade empresarial  e autor de seis livros voltados a administração de negócios, explica que as empresas têm que criar mecanismos para que seus colaboradores possam dar ideias novas. “Criatividade não fica contida na cabeça de uma única pessoa, isolada de todo o resto da empresa. Por isso é importante ter ferramentas e ambientes que estimulem a troca de ideias entre todos os funcionários”.

Para o especialista, caixa de sugestões e reuniões periódicas são alguns exemplos de ações que podem estimular uma maior participação dos colabboradores e estimular a criatividade no ambiente empresarial. “Porém, é necessário criar um canal de interação no qual as pessoas sintam que suas ideias são levadas a sério já que muitas vezes a inovação sugerida, por medo e desconfiança sobre o novo, é ignorada ou até mesmo penalizada”. Um recente estudo sobre transformações em negócios realizado pela Forbes, em parceria com Mediadata, indicou que metade dos executivos entrevistados não se adaptam bem a mudanças.

Outra dica para ser mais criativo é buscar referências em outros setores: um filme, viagem e até uma ida ao dentista podem ser fonte de inspiração. “Elementos que vemos de diferente e bacana em setores e negócios fora da área em que atuamos podem ser incorporados em nossos negócios”, explica Zugman.

Abaixo seguem as dicas para ser mais criativo nos negócios:

– A criatividade não acontece dentro de uma sala olhando, isolado, para parede, mas sim com a participação de todos da empresa

– Crie um ambiente de trabalho que estimule a troca de ideias entre funcionários

– Não tenha medo de mudanças e de tentar novas ideias

– Investir em ideias novas é uma estratégia de tentativa e erro, portanto foque mais em processos, e como fazer para tirar ideias do papel, do que no resultado em si

Busque referências e ideias em setores fora da sua área de atuação

– Busque sempre outras opiniões sobre sua ideia.

Fonte: IG

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s