Afonso Galvão é o novo reitor da UCB

AfonsoNa noite de ontem, 26 de junho de 2013, tomou posse o novo reitor da Universidade Católica de Brasília, Afonso Celso Tanus Galvão, que terá o apoio do professor Jorge Hamilton Sampaio, como Pró-Reitor Acadêmico, e o professor Vanjivaldo da Silva, Pró-Reitor de Administração.

Graduado em Psicologia em Londres e em música pela Universidade de Brasília, Afonso Galvão concluiu cursos de Mestrado e Doutorado em Psicologia Educacional na Inglaterra, Atualmente é professor adjunto II do Núcleo Permanente do Programa de Mestrado e Doutorado em Educação da UCB, tendo ocupado cargos de diretor na instituição e desempenhado consultorias para diversos organismos governamentais e internacionais, possuindo bom trânsito junto a entidades de fomento à pesquisa.

Embora eu não faça mais parte do quadro docente da empresa, tenho acompanhado as mudanças desenhadas para a instituição.

A principal preocupação que detectei no discurso do novo reitor é a consolidação da pesquisa como diferencial da única universidade particular do Distrito Federal.

Preocupado com a identidade da instituição frente ao aumento da concorrência no mercado universitário, Afonso Galvão aponta o investimento na pesquisa, tanto por parte de docentes, quanto pelos alunos, como o principal diferencial a pontuar aquela IES. “Estamos assumindo a expectativa de oferecer uma Instituição Universitária do mais alto nível, uma Instituição Universitária que seja permeada pela pesquisa em todos os seus segmentos, uma Instituição que exija não somente professores autores, mas alunos, estudantes autores”, afirmou o Reitor.

O caminho traçado pelo novo dirigente é racional, uma vez que a Universidade deve se destacar pelo que faz de melhor. Embora algumas medidas me preocupem, como a demissão semestral de docentes na instituição, devo concordar com a proposta do reitor, pois está antenada com o projeto pedagógico e a excelência sempre buscada pela UCB.

Resta agora verificar se a força de seu discurso se consolidará em números positivos de crescimento, a exemplo do que ocorreu na gestão do Pe. Romualdo Degasperi no período 2007-2011, quando a instituição chegou a registrar 23.000 alunos matriculados.

Os tempos são outros, os resultados poderão não ser tão grandiosos, mas o desafio é o mesmo: manter a UCB como a principal instituição de ensino superior  privado da Região Centro-Oeste.  O caminho é investir em pesquisa e na valorização de seus quadros docente e administrativo, um caminho plenamente possível!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s