PEC das domésticas: do lar para a indústria ou para a vida autônoma

A nova legislação que traz mais direitos para os trabalhadores domésticos vai provocar uma importante mudança.

Por um lado, as famílias brasileiras, pressionadas pela perspectiva de maiores custos, demitirão ou “enxugarão” sua equipe de auxiliares do lar.

Por outro, provocará a migração destes trabalhadores para a economia informal, onde se tornarão pequenos empreendedores ou prestadores de serviços autônomos, como diarista, por exemplo.

Outro caminho, porém, parecerá mais salutar: o do emprego no comércio e na indústria. Pressionados por custos crescentes provocados pela escassez de mão-de-obra, os empresários destes segmentos receberão de braços abertos aqueles trabalhadores que buscam empregos formais.

Este pode ser o momento de equilíbrio na oferta de mão-de-obra que tanta dor de cabeça provocou nos últimos anos nos empresários. Dependerá apenas da adesão dos trabalhadores egressos das famílias brasileiras.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s