Segunda marca: um imperativo da era competitiva

Manter uma marca com alto valor agregado é bom, mas significa atingir apenas uma parcela do público interessada em atributos como qualidade e confiabilidade. Por isso, empresas de diversos segmentos optam por lançar no mercado uma segunda marca para um produto de qualidade básica, para o público que busca preço mais baixo. É o que acontece, por exemplo, com a Unilever, que oferece aos consumidores a consagrada linha Omo, mas também mantém a oferta do sabão em pó Surf. Outro bom exemplo é a fábrica de pneus Goodyear, que tanto oferece esta marca premiun, comercializada em autocentros, quanto a marca Direction, vendida em supermercados.

A adoção de uma segunda nomenclatura é uma estratégia inteligente para empresas que podem manter linhas distintas de um mesmo tipo de produto, pois permite ampliar a participação do fabricante em seus mercados. Isto desde que estabeleça padrões distintos de qualidade e de atributos percebidos pelo consumidor.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s