Existe marketing sem verba?

A cena não é incomum. O diretor de uma empresa decide contratar um profissional de marketing para resolver seu problema de posicionamento de marca e relacionamento com o mercado. Contratado, o novo profissional questiona faz a pergunta clássica: “Qual é a verba destinada para marketing?” O diretor faz uma pequena introdução sobre a realidade da empresa e informa que muito pouca verba foi destinada efetivamente para a área, mas que espera do contratado “muita criatividade” no planejamento que fará para a empresa.

Em tempos competitivos, esperar que um profissional de marketing “tire leite de pedra” para obter resultados em vendas para a empresa é uma atitude insensata por parte da direção de uma empresa. É necessário que a alta administração destine um percentual anual de seu faturamento para a área de marketing, para que realmente possa ocorrer o posicionamento da marca e os resultados esperados. Muitos empresários alegam que não é possível separar um valor do seu caixa para “engessá-lo” nas ações de marketing, mas cabe aqui uma reflexão.

Para se obter um resultado é necessário sempre um investimento mínimo. Em marketing não é diferente. Imaginemos que uma empresa não pode destinar 3% de seu faturamento anual, mas sim 0,5%. Este não é o percentual ideal, mas seria um ponto de partida para que o profissional de marketing estude ações compatíveis com a verba disponível. O bom senso e a criatividade do profissional certamente produzirão alternativas válidas e econômicas. Os resultados poderão ser tímidos, a princípio, mas a continuidade ao longo dos anos poderá gerar o desejado posicionamento de marca e um aumento nas vendas será apenas conseqüência disto. Entusiasmada, a direção da empresa poderá aumentar a verba e, assim, iniciar um círculo virtuoso.

O que se espera da alta administração não são verbas suntuosas, o que é raro nos dias de hoje, mas um mínimo de investimento para que o profissional de marketing mostre a que veio. Sem verba não existe marketing, nem os resultados esperados. Como diriam os americanos, “no pain, no gain”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s