Blog do Elias completa 100.000 acessos!

Hoje é um dia especial. Ao ler a estatística na coluna ao lado, o prezado leitor verificará que já alcançamos 100.000 acessos. Em 3 anos blogando de forma freqüente, jamais esperava alcançar esta cifra, até porque não faça qualquer propaganda do blog. Acredito que os temas aqui discutidos são, ao mesmo tempo, divertidos, informativos e relevantes. Tenho tido cuidado em selecionar os temas e compartilhar com meus 100 leitores diários, pois faço o blog como gostaria que o fizessem para mim. Mas é você, leitor, o verdadeiro responsável pelo êxito deste projeto. Para ter uma noção dos resultados, aqui vão alguns números: 100.000 acessos (1.131 em 2008, 30.457 em 2009, 54.437 em 2010 e 14.152 nos 4 primeiros meses de 2011); 680 posts, 258 comentários, 60 categorias e 73 links permanentes com conteúdo relevante sobre comunicação, gente, entretenimento e negócios. A todos os queridos leitores do blog, meu muito obrigado!

Como saber se o preço de uma máquina de lavar é justo?

Analisar os preços praticados no mercado é, atualmente, uma das atividades a qual tenho dedico ultimamente, especialmente máquinas de lavar, um item que ainda comprarei este ano. Folheando encartes e visitando lojas, tenho percebido que o comércio tem praticado um preço padronizado a partir de um referencial que, acredito, poucos percebem. É que, aparentemente, a cada quilo de capacidade de lavagem da máquina corresponde o valor de R$ 100,00 (esta referência não vale para tanquinhos!). Duvida? Confira os anúncios e você verificará que uma máquina com capacidade para lavar 10 kg da Brastemp custa em torno de R$ 1.000,00, enquanto uma de 15 kg vale aproximadamente R$ 1.500,00. Já uma lavadora de 7 kg, como da marca Electrolux, está precificada em R$ 700,00. Naturalmente, há uma variação de preços de até R$ 100,00 para cada concorrente, até porque os produtos possuem recursos que influenciam os preços de forma diversa. Portanto, se ao fazer um simples cálculo de divisão entre o preço cobrado e a capacidade de lavagem o resultado for inferior a R$ 100,00, pode comprar que vale a pena. Leve em conta este referencial antes de comprar a sua.

Que tal descascar uma garrafa?

 
O conceito é pra lá de interessante. Uma embalagem promocional da vodka Smirnoff, desenvolvida pelo estúdio JWT, traz uma ideia que que deve ter deixado o pessoal da produção muito preocupado. Eles conceberam uma embalagem especial para a linhade caipirinha da Smirnoff, onde você literalmente descasca a garrafa para ter a caipirinha. Tudo é muito bem feito, inclusive a ‘redinha’ amarela que envolve a garrafa, no mais melhor
estilo ‘fruta na feira’. Que tal? A dica foi do Junão.

Distrito Federal poderá ter mais 4 novas lojas da Leroy Merlin

Após consultar algumas fontes da empresa, recebi informações de que a Leroy Merlin planeja implantar mais 4 novas lojas no Distrito Federal nos próximos 5 anos. Os bons resultados auferidos pelas lojas já existentes (EPIA e Taguatinga) indicam oportunidades que poderão ser melhor exploradas em regiões como Asa Norte, Sobradinho, Valparaízo e outras localidades que podem receber as novas superlojas da rede.

Ferramentas de promoção de vendas são úteis no marketing de serviços

Ontem o aluno Kaio me relatou uma experiência interessante que tem vivenciado nos negócios de sua família. Atuando no mercado de aluguel de pranchas e plataformas, veículos que transportam máquinas pesadas, Kaio se entusiasmou nas primeiras aulas de Marketing Especializado com as ferramentas de promoção de vendas. Estudando a aplicabilidade de algumas delas, decidiu implantar duas táticas promocionais.

A primeira foi oferecer às diversas empresas que contratam seus serviços a possibilidade de, ao contratar dez fretes, ganhar um.

Além disso, também decidiu estimular a prática da recomendação. Ao indicar outros 3 potenciais consumidores para a empresa, o cliente também ganha um frete.

Ao preço médio de 400 reais, a recompensa oferecida pela empresa de Kaio constitui-se em uma interessante vantagem para seus clientes. O resultado destas táticas, utilizadas no primeiro quadrimestre de 2011, é que, em determinados momentos, a empresa de Kaio chega a triplicar seu faturamento diário.

Eis um exemplo de como utilizar inteligentemente táticas simples de promoção de vendas.

Como lidar com especuladores de domínios

Em post anterior, relatei que uma das atividades que pode ser rentável na web é registrar domínios diversos para especular com a venda dos mesmos para pessoas interessadas em utilizá-los futuramente. Agora vou dizer como lidar com especuladores que utilizam um domínio que lhe interessa.

Em primeiro lugar, é bom saber que para empresas legalmente registradas e com marcas notórias (como McDonald’s, Petrobrás etc.) a Justiça pode ser o caminho ideal, uma vez que muitas empresas obtiveram a posse do registro a partir de decisões em alçadas judiciais.

Em segundo lugar, para nós, pobres mortais, que nos frustramos ao ver que um determinado domínio que pretendíamos já está registrado, sugiro entrar, inicialmente, em contato com o proprietário do domínio e analisar a possibilidade de o mesmo abrir mão do mesmo. Caso este queira especular, cobrando-lhe um valor absurdo, rejeite a proposta e incremente o seu ambiente na web com informações atualizadas e conteúdo relevante. Como exemplo, cito o domínio “blogdoelias.com.br”. Ao digitá-lo no campo das URLs, o internauta não acessará meu blog, mas sim, um ambiente eternamente em construção, pois, ao que parece, o dono apenas deseja especular. Mas, para mim, isto não é problema, pois ao digitar “Blog do Elias” no Google, o link para meu blog é o segundo a aparecer na lista. Isto ocorre porque já editei mais de 600 posts neste blog, oferecendo conteúdo relevante para as pesquisas do mecanismo de busca Google. É assim que muitos amigos me localizam. Mas monitoro permanentemente o registro “blogdoelias.com.br”, pois sei que um dia o proprietário irá desistir do mesmo, pois anualmente ele necessita pagar uma taxa para manter o domínio.

Por último, sugiro que estude um domínio alternativo, com as extensões .com, .net ou .pro, por exemplo, também disponíveis para registro.

Como ganhar dinheiro com a internet

A edição 246 da revista superinteressante elaborou uma interessante lista para empreendedores ganharem dinheiro no ambiente da web. Abaixo, reproduzo alguns deles. O texto é da revista mas complemento com alguns exemplos meus:

Especulador Imobiliário -Registre o nome de um site que ainda não existe. Procure em endereços como o registro.com.br. Depois, tente convencer empresas a comprar sua propriedade. Cuidado: marcas registradas, como Disney, por exemplo, podem confiscá-la judicialmente. O registro “Blog do Elias”, por exemplo, está registrado por um usuário cujá página está eternamente em construção, impossibilitando-me de utilizá-lo. Caso eu queira, terei que negociar com ele o domínio (mas não o farei).

Editor virtual – Pare já de perder tempo com a Wikipédia. Sites como o howtodothings.com são enciclopédias virtuais que pagam a você por texto editado. Eles só precisam que você se cadastre e escreva assuntos na sua área de interesse. A grana é boa para quem tem tempo de pesquisar e escrever. De US$ 20 a 100 por texto editado.

Personal Trainer – Se você tem noção de redação, noção de estética – ou simplesmente tem noção -, ganhe dinheiro consertando blogs, sites de empresas ou anúncios de leilão. Procure as páginas mais sem graça e se ofereça para refazer o texto ou layout. Você não vai ganhar horrores, mas demanda é o que não falta.

Assistência técnica – Monte uma empresa para tirar dinheiro de quem usa software gratuito. O Linux, maior exemplo, ainda é complicado demais para os usuários, a ponto de alguns estudos mostrarem que se gasta mais com assistência técnica de software livre que pagando por software comum. Vista a camisa do pingüim.

Degustador eletrônico – Ganhe dinheiro apenas por responder pesquisas. Você não precisa pagar nada e nem sair de casa! Empresas especializadas em pescar quais são as novas tendências e sites de pesquisa de produtos que ainda não foram lançados no mercado pagam para você fazer esse favorzinho.”

Aviso aos leitores do blog

Prezado leitor, ontem o WordPress sofreu ataque de hackers, os quais obtiveram acesso total ao ambiente de administração dos milhões de blogs instalados no servidor da empresa. O Blog do Elias poderá ficar temporariamente fora do ar. Peço desculpas caso isto aconteça, pois, embora os gestores do WordPress estejam envidando esforços para normalizar as contas, os mesmos hackers podem fazer alguma alteração neste espaço, inclusive mudando minha senha de acesso ao publicador. Caso isto aconteça, meu e-mail de contato é eliasr@ucb.br .

Vamos celebar o Dia Mundial do Café com uma propaganda inspiradíssima?

Hoje, 14 de abril, é o Dia Mundial do Café. Para associar este importante componente de nossas manhãs à propaganda, apresento acima um dos mais inspirados comerciais de empresas torrefadores, a Café Pilão. Criado pela agência Almap/BBDO, o comercial intitulado “Xícara” utiliza elementos semióticos (e computação gráfica, claro) para reforçar o posicionamento do produto, “o café forte do Brasil”. A imagem diz por si só. Aprecie e divirta-se! E não esqueça de tomar um bom café!