Jornal do Brasil, ícone da imprensa tupiniquim, deixa de circular hoje

Hoje, terça-feira, 31/08, é o último dia de circulação em bancas do Jornal do Brasil. Inúmeras dívidas e baixa vendagem provocaram o fim de uma epopéia de 119 anos. As últimas estimativas apontaram que apenas 17 mil exemplares estavam sendo vendidos em bancas. O título continuará apenas na internet como única plataforma. A última edição não deve ser especial, porque o jornal não quer dar a idéia de término, apenas de mudança e renovação. O jb.com.br, que se apresenta como “O primeiro jornal brasileiro na internet”, será a continuação virtual do produto jornalístico do grupo. O motivo da mudança é a crise financeira enfrentada pelo diário desde os anos 90, que levou a dívidas, considerável queda de vendas, perda de credibilidade e demissões em série de jornalistas. Hoje, a redação tem apenas 60 integrantes. Lembro-me de que, durante um bom tempo, fiz questão de comprar a edição dominical do periódico, principalmente pela qualidade da Revista de Domingo. Adotei este hábito a partir de minhas viagens a Cabo Frio, na década de 80, quando procurava me manter atualizado durante as férias. Lamento muito o fim de um jornal empreendido com muita garra por seus diretores e funcionários. O jornal impresso acabou. Longa vida à versão web do JB!

Anúncios

Lei dos Direitos Autorais está sendo revisada e você pode participar!

O Ministério da Cultura está promovendo uma revisão na Lei 9.610, de 19 de fevereiro de 1998, que dispõe sobre os Direitos Autorais. A revisão é necessária face aos novos dispositivos de edição proporcionados pela internet e novas fontes de conteúdos digitais. A idéia do Ministério é envolver a sociedade neste processo. Você poderá participar com suas sugestões através do site http://www.cultura.gov.br/consultadireitoautoral/consulta/ . Ofereça sua contribuição para aperfeiçoar a legislação que protege os autores de obras intelectuais e artísticas!

Semana de Marketing Promocional movimenta oito estados

A AMPRO – Associação de Marketing Promocional promove, de 23 a 28 de agosto, a 6ª SAMPRO – Semana Acadêmica de Marketing Promocional, com palestras gratuitas ministradas por profissionais do mercado. O evento tem abrangência nacional e, em 2010, vai interagir com cerca de 3 mil alunos de 30 universidades localizadas nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Goiás e Salvador além do Distrito Federal.   Mais de 10 mil alunos de 20 cidades em 10 estados brasileiros já assistiram palestras da SAMPRO.  Em 2010 a SAMPRO passa a ter a orientação dos professores e especialistas em marketing promocional Claudio Mello e Luciano Bonetti, do GEA – Grupo de Estudos Acadêmicos da AMPRO. O objetivo do GEA é unificar a mensagem e o conceito do marketing promocional a ser divulgado aos acadêmicos. Em Brasília, os encontros acontecerão na UniCEUB, IESB e UniEuro. Irineu Neto, da Prommo7; Carlos Grillo, da Casanova Full Thinking; e o diretor da AMPRO no Centro-Oeste e diretor da Flap Promoções, Bruno Barra apresentarão os conteúdos.

Brasiliana, da USP, digitalizará 40 mil livros para livre acesso na Web

Biblioteca doada por José Mindlin será digitalizada

Uma reportagem de Thais Arbex, veiculada hoje no portal IG, informa que, entre os dias 13 e 15 de outubro, durante o Seminário Mindlin 2010 – O Futuro das Bibliotecas, será lançada a versão 2.0 da Brasiliana Digital. A iniciativa é da Universidade de São Paulo, em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e com o Ministério da Cultura. O projeto Por uma Biblioteca Brasiliana Digital digitalizará os 40 mil volumes do acervo do empresário e bibliófilo José Mindlin, doado à USP 2006. Desde o janeiro de 2010, é possível baixar versões em alta-resolução das obras. Mais de mil títulos já estão disponíveis no site, que ainda está em testes mas já conta com 700 mil usuários.

Marketing do Internacional inova com camiseta dupla face

Com visual moderno, a peça exalta a mais recente conquista na parte frontal com a inscrição “INTER BICAMPEÃO LIBERTADORES 2010”. Nas costas, traz os dizeres “QUERO ABU DHABI MUNDIAL 2010”, com destaque à possibilidade de conquista do segundo título interclubes. Trata-se de um convite para que os torcedores vibrem intensamente pelo time no Mundial da Fifa, que será disputado entre 8 e 18 dezembro, nos Emirados Árabes Unidos. A grande inovação, porém, está na parte interna da camiseta. Ela traz estampado o rosto de um Saci, mascote oficial do clube, com turbante de xeque árabe. Ao virá-la e colocá-la sobre a cabeça, a exemplo do que fazem alguns jogadores nas comemorações de gols, a face do torcedor assume o semblante do Saci. O Marketing do Inter espera vender cerca de 30 mil unidades da peça nos próximos 45 dias. A previsão é de que sejam arrecadados cerca de R$ 150 mil em royalties. “O apoio dos colorados foi essencial para mais este título tão importante”, comemora Jorge André Avancini, diretor executivo de marketing do Clube. “Por isso, nada mais justo que homenageá-los com este produto, histórico e personalizado”, completa. (Fonte: Internacional SC)

Garantido!

A cor de meu batuque tem o toque
Tem o som da minha voz
Vermelho, vermelhaço, vermelhusco
Vermelhante, vermelhão
O velho comunista se aliançou
Ao rubro do rubor do meu amor
O brilho do meu canto tem o tom
E a expressão da minha cor
Meu coração é vermelho
Hei hei hei
De vermelho vive o coração
eoh eoh
Tudo é garantido após a
rosa avermelhar.
Tudo é garantido após o sol vermelhecer
Vermelhou no curral
A ideologia do folclore avermelhou
Vermelhou a paixão
O fogo de artifício da vitória avermelhou
Vermelhou no curral
A ideologia do folclore avermelhou
Vermelhou a paixão
O fogo de artifício da vitória avermelhou…

(Letra de  Chico da Silva)

Adivinha quem já ganhou esta final!?

Embora a grande final da Taça Libertadores da América esteja programada para a próxima quarta-feira, o campeonato já tem um vencedor. Observe as duas imagens acima e veja quem é. Não percebeu? Estou falando da Reebook, que patrocina tanto a equipe do Chivas de Guadalajara quanto o Internacional de Porto Alegre. Aos poucos, a marca consolida-se como um grande player internacional a partir do patrocínio a clubes vencedores. Além de patrocinar os finalistas, a Reebook também é parceira do São Paulo Futebol Clube.

Agronegócio investirá em propaganda de categoria

Propaganda de categoria é o nome que se dá a publicidade que defende uma categoria econômica. É o que fará o segmento do agronegócio. Grandes empresas e entidades ligadas aos produtores rurais, às agroindústrias e à cadeia de insumos da agropecuária preparam uma milionária ofensiva de marketing institucional, incluindo campanhas em horário nobre na televisão estreladas por atores da Rede Globo.

Os objetivos são reverter a imagem negativa junto à população dos grandes centros e transmitir a ideia de um setor moderno, sustentável e essencial para o desenvolvimento socioeconômico do país.

Nomes como Bunge, Monsanto, Syngenta e associações como Abag (do agronegócio), Bracelpa (papel e celulose), Abef (frango), Unica (cana-de-açúcar), Fiesp (indústrias paulistas), CitrusBR (suco de laranja), Abrasem (sementes) e Sindirações (nutrição animal) fazem parte de um grupo de trabalho criado formalmente no início do ano para debater o projeto.

O custo da iniciativa ainda não está fechado, já que depende de quanto será arrecadado com os patrocinadores – membros ou não do grupo. Mas o investimento mínimo tem dois dígitos de milhões de reais.

“Tem que ser uma campanha de porte, senão não terá efeito”, diz o coordenador do grupo de trabalho, Adalgiso Telles, diretor de comunicação da Bunge.

Além de campanhas publicitárias em todas as mídias, o reposicionamento da imagem do agronegócio vai incluir trabalhos de relacionamento em redes sociais, relações públicas, levantamento de dados sobre o setor e preparação de porta-vozes do campo.

“Queremos chegar a todos os segmentos da sociedade, e não apenas aos formadores de opinião que, muitas vezes, já têm seus preconceitos com relação ao agronegócio”, diz o gerente de comunicação da Monsanto, Geraldo Magella. Ao todo, são cerca de 30 iniciativas previstas.

A proposta de realizar uma campanha de massa suprassetorial no agronegócio não é nova, mas nunca havia avançado tanto. O ex-ministro da Agricultura Roberto Rodrigues, entusiasta histórico da ideia, foi quem levantou-a novamente em uma reunião na Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp) no ano passado. Rodrigues é membro do comitê executivo do grupo de trabalho.

O grande desafio, segundo Telles, é fazer convergir os interesses de todos os setores do agronegócio para propostas comuns.

“A característica mais importante do movimento é ser despersonalizado”, diz. As campanhas não serão assinadas por nenhuma das entidades ou empresas participantes.

O tema será debatido no congresso anual da Associação Brasileira de Agribusiness (Abag), que ocorre na próxima segunda-feira em São Paulo com o tema “Comunicação e Governança”.

“Em alguns dias ou semanas teremos as posições das principais entidades para concretizar o início da primeira fase do projeto”, prevê Telles.

Na próxima semana, pelo menos quatro entidades devem reportar ao grupo de trabalho o valor de suas contribuições.

Mas para vários membros do grupo de trabalho o projeto já é dado como certo. Até a escolha do garoto-propaganda já estaria feita: Lima Duarte. Outro filme para televisão seria estrelado por uma atriz mais jovem da Globo, para se aproximar dos públicos jovem e feminino.

Telles ressalva que nenhum contrato foi fechado e que nenhum real foi investido. “A agência pré-selecionada para executar o programa está fazendo o projeto sem receber nada”, garante. (Fonte: Brasil Econômico)

Mudança no basquete de Brasília: sai Universo, entra Uniceub BrB

A equipe de basquete de Brasília, campeã nacional do NBB, tem novo patrocinador. A Universidade Salgado de Oliveira – Universo, que batizou o clube nos últimos anos, deixa de patrocinar a equipe para ceder o lugar ao Centro Universitário de Brasília – UniCeub. Além desta instituição, o Banco de Brasília – BRB, continua como co-patrocinador. Há algum tempo eu criticava o fato de a mídia esportiva evitar falar o nome do patrocinador, mas agora dou a mão à palmatória. É, de fato, mais prudente chamar a equipe simplesmente de “Brasília” do que, de tempos em tempos, mudar a referência do nome ao sabor do patrocinador. Acredito que a Universo esteja abandonando o basquete local pelo fato de  o mercado brasiliense não interessar mais àquela rede de ensino, que chegou a adquirir terreno em local estratégico no Plano Piloto. A grande competitividade das instituições de ensino torna Brasília um mercado para os que já estão aqui há mais tempo. Vide o exemplo da rede Anhanguera, que mesmo alavancada por investidores, não arregimentou tantos universitários quanto pretendia no mercado local. Se esta foi mesma a razão da Universo retirar o patrocínio, pode ter sido uma decisão acertada. Bom para o Uniceub, novo patrocinador. Apenas imagino que a mídia esportiva tenha menos boa vontade ainda para se referir ao patrocinador no noticiário. A equipe ainda continuará sendo chamada simplesmente de “Brasília”.

O clube Chivas, do México, tem esse nome por causa do famoso whisky?

A resposta é não. Ao contrário do que se possa supor, o nome do clube Chivas Guadalajara não é retribuição a nenhum patrocinador na área de bebidas. O nome Chivas vem dos primórdios do clube, quando  os jogadores eram apelidados de “Los Chivas”, uma alusão a um animal que habita aquela região. O que , de fato, é merchandising em seu nome é o estádio Omnilife, de propriedade do clube, e no qual será realizada, na próxima quarta-feira, a primeira partida da semifinal da Copa Libertadores da América. Omnilife é um fabricante de suplementos alimentares que é de propriedade de Jorge Vergara, também presidente do Chivas. Pelo sim, pelo não, a Rede Globo procurava evitar citar do clube em sua cobertura esportiva, substituindo-o por Guadalajara.

Feliz Dia dos Pais, ao som de Cat Stevens

Outrora batizado Cat Stevens, o artista Yusuf Islam converteu-se ao islamismo. Nem por isso abandonou suas boas músicas, como Father & Son, uma música que trata da relação pai e filho.

NÃO É TEMPO DE FAZER UMA MUDANÇA
APENAS RELAXE, VÁ COM CALMA
VOCÊ AINDA É JOVEM, ESSA É SUA CULPA
AINDA HÁ MUITO QUE VOCÊ TEM QUE SABER
ENCONTRE UMA GAROTA, ESTABILIZE-SE
SE VOCÊ QUISER, VOCÊ PODE CASAR
OLHE PARA MIM, EU ESTOU VELHO
MAS EU ESTOU FELIZ

EU FUI UM DIA COMO VOCÊ É AGORA
E EU SEI QUE ISSO NÃO É FÁCIL
FICAR CALMO QUANDO VOCÊ ENCONTROU
ALGO QUE CONTINUA
MAS EXAMINE SEU TEMPO, PENSE BASTANTE
BEM, PENSE SOBRE TUDO QUE VOCÊ TEM
VOCÊ PODE ESTAR AQUI AINDA AMANHÃ
MAS SEUS SONHOS PODEM NÃO ESTAR

COMO EU POSSO TENTAR EXPLICAR?
QUANDO EU FAÇO ELE SE DISTANCIAR NOVAMENTE
ISSO É SEMPRE O MESMO
MESMA VELHA HISTÓRIA;
A PARTIR DO MOMENTO QUE EU PUDE FALAR
EU FUI ORDENADO A OUVIR
AGORA EXISTE UM CAMINHO E EU SEI
QUE EU TENHO QUE IR EMBORA
EU SEI QUE EU TENHO QUE IR

NÃO É TEMPO DE FAZER UMA MUDANÇA
APENAS SENTE-SE E VÁ COM CALMA
VOCÊ AINDA É JOVEM, ESSA É SUA CULPA
HÁ TANTO O QUE VOCê TEM QUE PASSAR
ENCONTRE UMA GAROTA, ESTABILIZE-SE
SE VOCÊ QUISER, VOCÊ PODE CASAR
OLHE PARA MIM, EU ESTOU VELHO
MAS EU ESTOU FELIZ

TODAS AS VEZES QUE EU CHOREI
GUARDANDO POR DENTRO TODAS AS COISAS QUE EU CONHEÇO
ISSO É DIFÍCIL, MAS É MAIS DIFÍCIL AINDA
IGNORAR ISSO
SE ELES ESTIVESSEM CERTOS EU CONCORDARIA
MAS ELES SÃO QUEM SABEM, NÃO EU
AGORA EXISTE UM CAMINHO E EU SEI
QUE EU TENHO QUE PARTIR
EU SEI QUE EU TENHO QUE IR

São Paulo: exemplo de marketing esportivo

Grande visibilidade do evento atraiu patrocinadores

Em campo, o resultado foi uma vitória insuficiente para habilitá-lo a prosseguir na Copa Libertadores da Amércia. Mas no terreno do marketing esportivo, o clube é vencedor. Embora colorado, devo reconhecer que os esforços são paulinos geram bons resultados. Para  a segunda partida da semifinal do torneio continental, realizada ontem, a direção do clube vendeu três patrocínios: Sil Fios e Cabos, Wizard e Tenys-pé. De olho na visibilidade do jogo (transmitido para todo mundo) e ainda sem contrato definitivo de patrocínio,  o São Paulo garantiu uma receita de R$ 1 milhão com o patrocínio eventual. Além disso, o jogo registrou uma rende de R$ 4,5 milhões.

“Não importa onde você parou” (Carlos Drummond de Andrade)

Não importa onde você parou… Em que momento da vida você cansou… O que importa é que sempre é possível recomeçar.  Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo… É renovar as esperanças na vida e, o mais importante… Acreditar em você de novo.  Sofreu muito neste período? Foi aprendizado… Chorou muito? Foi limpeza da alma… Ficou com raiva das pessoas? Foi para perdoá-las um dia… Sentiu-se só diversas vezes? É porque fechaste a porta até para os anjos… Acreditou que tudo estava perdido? Era o início da tua melhora… Onde você quer chegar? Ir alto? Sonhe alto… Queira o melhor do melhor… Se pensarmos pequeno… Coisas pequenas teremos… Mas se desejarmos fortemente o melhor e, principalmente, lutarmos pelo melhor… O melhor vai se instalar em nossa vida. Porque sou do tamanho daquilo que vejo, e não do tamanho da minha altura.