Os Barbixas e a arte do improviso

Se eles fossem nordestinos, seriam repentistas. mas são três rapazes paulistas dedicados à arte do improviso no teatro.  Anderson Bizzocchi, Daniel Nascimento e Elídio Sanna destilam humor de primeira no espetáculo “Improvável”, além de contracenarem com Marcos Mion no Quinta Categoria, programa da MTV onde os quatro criam, na hora, cenas a partir de temas sugeridos pela produção ou pela platéia. A habilidade dos atores em tirar coelhos da cartola, ou melhor, da cachola, é fantástica.  Veja o vídeo Santa Ceia e divirta-se!

TVJam atrai e mobiliza público jovem

Oferecer o conteúdo da TV com todos os recursos que a Internet oferece. Esta é a proposta da TVJam, um canal 24 horas elabora com rara qualidade e conteúdo “superdescolado”.  Voltado para um público ávido por novos conteúdos, a TV Jam oferece reportagens sobre temas atuais e divertidos. O canal é apresentado por Dani Monteiro, Susana Werner, Bruno de Luca, Livia Lemos e outros apresentadores.

Parabéns, Educador!

Hoje, 28 de maio, é o Dia do Educador. Na verdade, somos educadores a partir do momento em que somos pais ou temos a criação de alguém aos nossos cuidados. A educação começa com os pais e continua com os professores. Educar é um ato de amor. Portanto, quem ama, educa! Parabéns pelo vosso dia, amigos educadores!

Está chegando o “Google da Microsoft”

bing

O CEO da Microsoft, Steve Ballmer, apresentou hoje, na “All Things Digital”, conferência que se realiza na Califórnia, Estados Unidos, a nova ferramenta de buscas da gigante do software, chamada “Bing”. O novo serviço, http://www.bing.com, começa a ser liberado nos próximos dias e estará totalmente disponível a partir de 3 de junho. Com isso, a empresa buscará aumentar sua participação no cenário dos buscadores, hoje liderado pelo Google com 64% de share. Creio que a iniciativa surtirá algum efeito, considerando uma possível integração do novo buscador com serviços como o Messenger e o site MSN. Se existe uma empresa com alguma chance no mercado para morder uma fatia do Google, esta é a Microsoft! Veja o vídeo de apresentação (demora um pouco para carregar)!

Em ação promocional, 3M propõe e internautas colaboram com a Fábrica de Idéias

Um concurso da empresa 3M gerou o site Fábrica de Idéias, onde se encontram sugestões de internautas para um mundo mais ético, humano e sustentável. Apresentadas em forma de post-its, as frases oferecem soluções para os mais diversos temas, com destaque para o design do site, lúdico e prático. Em retribuição, a 3M irá apresentar as idéias às autoridades e promoverá uma exposição para o público. Vale a pena conhecer as idéias da Fábrica!

Agência holandesa cria a Ecofont

O cartucho da sua impressora pode ter vida mais longa se você utilizar a Ecofont. Trata-se de uma nova fonte proposta pela agência holandesa Spranq. Uma pesquisa testou vários formatos.  O resultado foi a descoberta de que, retirando-se círculos pequenos da parte interna da fonte, economiza-se 20% em tinta.  A Ecofont pode ser baixada e utilizada gratuitamente. A natureza agradece!

Protestos de postos de gasolina hoje: gasolina barata em SP, RJ, MG e RS

Está previsto, em alguns postos do Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte e Porto Alegre, a venda de gasolina por até R$ 1,27. Este seria o valor da gasolina no Rio de Janeiro sem os impostos. O preço dos sonhos será praticado em protesto à alta carga tributária, em um momento em que o impostômetro, contador que mede o nível de impostos do país, atingirá a marca de RS 400 bilhões, desde primeiro de janeiro. Falta, porém, a mesma mobilização em Brasília, onde sofremos com a gasolina a R$ 2,64.  Uma sugestão de mobilização já foi proposta na internet, segundo a qual bastaria que não comprássemos gasolina de postos com a bandeira BR. Sem demanda, os preços teriam que cair. A idéia tem lógica mas precisa de grande adesão dos motoristas. Que tal a proposta?

Açougue também é cultura

Luiz Amorim, 41 anos,  é o fundador do Açougue Cultural T-Bone na Asa Norte, em Brasília. Luiz Amorim trabalhou como vigia e engraxate antes de ser contratado aos 12 anos, por um pequeno açougue na 312 Norte. Enquanto morou nos fundos da loja, por cerca de 15 anos, apaixonou-se pela leitura. Lia de 10 a 15 livros por mês. Em 1994, adquiriu a loja e instalou uma estante com dez livros para emprestar e arrecadar doações e transformou-a no primeiro Açougue Cultural do Mundo. 

O começo foi difícil pois as pessoas não davam crédito à idéia de um açougue cultural.  Além disso, o açougue chegou a ser fechado pela Vigilância Sanitária, devido a presença dos livros no local. O acerto chegou a registrar 10 mil livros. Em 2002, abriu a biblioteca comunitária na SQN 712/13, uma casa com mais atividades culturais e 45 mil livros à disposição da comunidade.  Luiz foi alfabetizado aos 16 anos, leu seu meu primeiro livro aos 18 e depois começou a ler muita filosofia. “Tinha a leitura geral, mas filosofia era o que mais me atraia e foi o que me fez entrar nesse mundo da literatura”, diz. 

Em 1998, ano da primeira edição do projeto “Noite Cultural T-Bone” realizou um evento dentro do açougue e contou com trinta pessoas. Desde então já passaram mais de 150 mil pessoas e mais de 500 artistas para participar desta celebração à arte na entrequadra 312/13 da Asa Norte. Para quem não sabe, a SQN 312 é uma das quadras onde acontecia o saudoso Concerto Cabeças, nos anos 80, onde se apresentaram bandas como Legião Urbana, Capital Inicial e Plebe Rude, entre outros. 

Artistas de renome nacional já se apresentaram no projeto, entre eles: Moraes Moreira, Chico César, Guilherme Arantes, Célia Porto, Tom Zé, Manassés, João Donato, Affonso Romano de Sant’Anna, Flávio Venturine, Geraldo Azevedo, Jorge Mautner, Nelson Jacobina, Fernando e Osmair, Geraldo Azevedo, Belchior, Erasmo Carlos e outros.

Em 2008, o Açougue Cultural T-Bone que comemorou dez anos da Noite Cultural T-Bone, um projeto que é  referência cultural de Brasília, inclusive, faz parte do Calendário Cultural Oficial do Distrito Federal (LEI Nº 3.193 /2003) e tem público de aproximadamente oito mil pessoas. Com duas apresentações por ano, uma em cada semestre, é uma noite única que integra pessoas de todas as classes sociais e de todas as idades numa celebração à arte. Para o dia 28/05, está prevista a participação da cantora Elba Ramalho.

O açougue cultural T-Bone é, atualmente, uma ONG, com diversos outros projetos. Longa vida à Luiz Amorim

Rádio Excelsior, a Máquina do Som, renasce via Web

Antônio Celso Cipolla é locutor de rádio com 50 anos de carreira. Iniciou na Jovem Pan em São Paulo, foi dublador da AIC/SP, mas foi no período de 1968 a  1980 seu auge profissional, quando comandou uma superequipe de locutores na Excelsior AM, agitando os dias e as noites do público jovem.  De tanto sucesso, a emissora chegou a licenciar seu nome para batizar long-plays (LPs) da gravadora Som Livre.

Agora, Cipolla está relançando a rádio em versão Web. Nesta empreitada estão vários companheiros da época. Quando adolescente, eu costumava ouvir rádios do Rio e de São Paulo via ondas curtas. Na época, sem Internet e outras mídias mais modernas, era a forma que encontrava para ficar por dentro das músicais mais recentes, pois os lançamentos ocorriam primeiro no circuito Rio-São Paulo. A Excelsior era uma das minhas preferidas.

Acesse e curta o som da rádio!

Update: O link que publiquei há alguns anos, infelizmente, não está mais disponível, mas preservo o post acima em homenagem aos que fizeram uma das melhores rádios FM do país.

Media Convert é a opção da Web para converter arquivos de texto, áudio e vídeo

A promessa é tentadora: um website que permite ao usuário, sem baixar nenhum programa, converter de uma mídia para qualquer mídia. É o Media Convert, que disponibiliza este serviço em diversos idiomas. Prático e rápido, o website oferece também a opção de enviar o arquivo do usuário para o endereço eletrônico que desejar. Testei hoje o serviço e funcionou satisfatoriamente. Experimente!

Oi entra com tudo nos mercados da ex-Brasil Telecom. Tim será a bola da vez?

OixTim

Na última semana, os telefones públicos (“orelhões”) de Brasília mudaram de marca. Com uma eficiente logística na mudança das fachadas das agências, pontos-de-venda e orelhões, a Oi entra com tudo no mercado de telefonia das regiões anteriormente atendidas pela recém-adquirida Brasil Telecom. A promoção carro-chefe é a recarga de r$ 1,00 que dá direito a até R$ 600,00 de crédito em seis meses ao novo usuário. As operadoras concorrentes estão se movimentando com as promoções. A Vivo, lider do mercado, acena com a promoção 10x Mais.  A Claro aposta em promoção semelhante.  Porém, a que parece ter menos “bala na agulha” é a TIM, que nos últimos tempos tem evitado praticar grandes promoções, em benefício do faturamento da empresa. De olho na alta renda per capital do target do Distrito Federal, a Oi não poupa esforços em preservar os antigos clientes da Brasil Telecom enquanto provoca a migração de clientes de outras operadoras, especialmente a TIM. A questão é: sem promoções impactantes e com a obrigação de cumprir a lei da portabilidade, a TIM vai sobreviver a médio prazo? Minha aposta é que a TIM será a próxima marca a sair do mercado.

Update: neste fim de semana já converti dois celulares TIM em OI. Se gostar, também vou virar um “ligador”. Se a TIM não liga pra mim…

Morre o músico e publicitário Zé Rodrix

Morreu, ontem (21/05), José Rodrigues Trindade, o cantor Zé Rodrix, em São Paulo, aos 61 anos (no centro da foto, com Sá a esquerda e Guarabira à direita).  Autor de “Casa no campo”, sucesso na voz de Elis Regina, Rodrix estava em casa com a família, quando passou mal. O cantor integrou o trio Sá, Rodrix & Guarabira, grupo expoente do rock rural dos anos 70. Também integrou os grupos Som Imaginário e Joelho de Porco. Zé Rodrix abandonou a música pela publicidade nos anos 80. Em 2001, voltou a reunir-se com Sá & Guarabira para um show no Rock in Rio. Além de músico e publicitário, Rodrix também era maçon e autor dos livros “Zorobabel: reconstruindo o templo” e “Johaben: Diário de um Construtor do Templo”.

Abaixo, a letra de seu maior sucesso, “Casa no Campo”:

Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa compor muitos rocks rurais
E tenha somente a certeza
Dos amigos do peito e nada mais

Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa ficar do tamanho da paz
E tenha somente a certeza
Dos limites do corpo e nada mais

Eu quero carneiros e cabras pastando
Solenes no meu jardim
Eu quero o silêncio das línguas cansadas

Eu quero a esperança de óculos
E um filho de cuca legal
Eu quero plantar e colher com a mão,
A pimenta e o sal

Eu quero uma casa no campo
Do tamanho ideal, pau a pique e sapê
Onde eu possa plantar meus amigos
Meus discos e livros e nada mais