Luciano Seixas, a Voz do Brasil

LucianoSeixas

 

Em 1985, quando cursávamos Comunicação Social no Uniceub, em Brasília, eu e um amigo chamado Luciano nos divertíamos nas tardes de sábado, gravando um programa chamado Audioclip, projeto que pretendíamos apresentar às rádios da cidade, que misturava mpb e jazz-rock. Nosso equipamento de gravação era um 3 em 1 National, que dispunha de dois microfones que podiam ser mixados ao toca-discos e que gravávamos em fita cassete no próprio equipamento.

 

Luciano também ajudava nosso amigo William nos eventos do Colégio Stela Maris, em Taguatinga. William operava equipamentos de sonorização enquanto Luca emprestava sua voz às informações que necessitavam ser divulgadas. Às vezes William levava os equipamentos para sua residência e nós três produzíamos versões mais profissionais do programa Audioclip.

Divertida era a minha pretensão em ser locutor, já que não possuía voz impactante para o meio rádio. Já Luciano tinha timbre forte o suciente para ir longe na profissão. E foi.

Em pouco tempo, Luca  já era locutor da extinta Atlântida FM, passando, depois, pelas rádios FM Jornal de Brasília, 105, Atividade e Jovem Pan. De Toninho Pop, produtor de rádio, recebeu o nome artístico Luca Sbrebow, que adotou e com o qual ganhou a vida em rádios e festas da cidade. Simultaneamente, Luciano engajou-se como locutor da Radiobrás, sempre entusiasmado com o meio. Hoje, Luciano Seixas é o locutor oficial do programa A Voz do Brasil e Café com o Presidente. Em 30 de setembro de 2008, recebeu o título de Cidadão Honorário de Brasília. Apesar de carioca de origem, Luca é um exemplo de cidadão e profissional que ama a cidade. Um título merecido para um profissional dedicado!

Projeto de patrocinador da Brawn GP leva Barrichello e Lauda ao espaço

O tricampeão mundial Niki Lauda e Rubens Barrichello farão uma breve viagem ao espaço, em um percurso que os deixará cerca de 5 minutos sobre gravida zero. O projeto é do patrocinador da Brawn GP, a Virgin Galactic. Para Rubens, será uma boa experiência. Já Lauda pretende aproveitar a viagem para treinar a pilotar uma espaçonave, já que ele, atualmente, gosta de pilotar boeings e airbuses como hobby. A viagem tem duração de duas horas e meia e chegará a 109 km acima da Terra.  Os seis passageiros farão um treinamento de três dias. Após retornarem a Terra, serão considerados oficialmente astronautas. A Virgini Galactic pretende, a partir desta viagem inaugural, realizar vôos diários. E aí, que tal viajar ao espaço por R$ 400 mil?

Crise financeira oferece boas oportunidades turísticas

A crise financeira internacional pode não ter afetado muito o Brasil, como os economistas do governo afirmam, mas os efeitos dela já estão sendo sentidos no ramo turístico. Um bom exemplo é uma operadora nacional de grande porte que vem anunciando, com destaque, a oportunidade de viajar para o Tahiti e Morrea, via Santiago do Chile, a partir de R$ 9.663,14. Viajar para o Tahiti é um sonho de qualquer mortal, pois a região é considerada “o paraíso aqui na terra”. Com atendimento personalizado e atrativos naturais paradisíacos, a ilha é destino de casais em lua de mel e o ambiente mais propício para o romantismo. Bom, chega de propaganda.  O que eu queria chamar a atenção é que, anteriormente à Crise, jamais víamos operadoras anunciando viagens ao Tahiti em condições promocionais. Sinais da crise e uma oportunidade para quem possui alguma reserva financeira para usufruir de uma viagem encantadora!

Por uma campanha nacional contra a Diabetes

Li, recentemente, um texto na coluna do Wianey Carlet sobre a necessidade do Governo Federal executar uma campanha nacional contra o Diabetes, doença que está entre as mais traiçoeiras, pois é assintomática mas de conseqüências graves. Muitas pessoas estão doentes e não sabem. O tratamento não é barato mas o Governo tem como fazer sua parte, desenvolvendo uma campanha de conscientização para a doença e, por exemplo, reduzindo impostos para baratear os exames de taxa glicêmica, fundamentais para a prevenção. Uma das pessoas de quem mais gostava, Carlos Carvalho Costa, faleceu vítima desta doença. Antes, Carlão, como o chamávamos, havia amputado uma das pernas. Foi uma grande perda, pois ele era uma pessoa bem-humorada e grande incentivador na minha vida (guardo até hoje um violão que ele me deu em 1978). É preciso que nos conscientizemos da prevenção a esta doença. E aí, você se engaja nesta campanha?

Sugestão de plano B para publicitário ou profissional de marketing ganhar dinheiro

Em 2000, quando era aluno no MBA em Marketing da FGV, pude conviver com professores exemplares. Um deles é Luciana Mourão Cerqueira e Silva, sócia de Rossana Pavanelli na Hoje/Emp Consultoria (veja post anterior). Em uma de suas aulas, Luciana sugeriu que um profissional de marketing poderia ganhar dinheiro como fazem os contadores, ou seja, com diversos clientes na carteira. Exemplo: você fecha um contrato de consultoria de 8 horas horas-técnicas mensais e recebe um salário mínimo por mês por esta consultoria a empresários. Possuindo em sua carteira de empresas cerca de 20 clientes com remuneração individual de um salário mínimo, você arrecadaria em um mês quase 10 mil reais. Que tal? Luciana deu esta sugestão em um contexto onde os alunos questionavam a empregabilidade na área de marketing. A alternativa oferecida por ela me convenceu de que há outros caminhos do que simplesmente ser funcionário em agência de propaganda ou consultoria de marketing. Não é fácil, mas o sucesso é sempre o prêmio para empreendores que não temem o risco!

Beto Marques e a profissão de publicitário

Aos meus 16 anos de idade, trabalhando em uma empresa de serviços gráficos, tive a oportunidade de conviver com publicitários apaixonados por sua profissão. Um deles é José Humberto Marques, o Beto Marques, na época Diretor de Criação da Oficina de Criação Ltda., uma agência que atendíamos na época.

Beto demonstrava sempre muito amor e tesão pela área em que atuava.Encontrar pessoas assim em Brasília, onde a maioria das pessoas planejam ser funcionários públicos, era fato raro.

Uma das campanhas memoráveis de Beto foi para um loteamento intitulado Alphaville, nome sugerido por ele em referência a um bairro nobre de São Paulo. O filme do empreendimento mostrava pessoas no campo se divertindo e o locutor exaltando as maravilhas de morar no campo, proposta do loteamento. O slogan era: “Alphaville, a paz do campo, bem ao sul do Lago Sul”.  Lago Sul é um bairro nobre de Brasília. Bem, amigos, o empreendimento não era tão perto assim do Lago Sul, na verdade cerca de 40 km de distância. Mas isto não impediu Beto de colecionar um case de sucesso. Alphaville foi totalmente vendido.

Beto Marques, hoje, é diretor de Criação da Pós-Propaganda, empresa de Bauru-SP, sua cidade natal, para onde voltou já faz um bom tempo. Beto (no centro da foto) é um dos responsáveis por meu casamento com a publicidade, com quem estou em lua-de-mel até hoje.

 

Amilcar Packer esbanja talento na fotografia

A foto abaixo é de Amilcar Packer, um brasileiro que vem se destacando pelo talento e permanentemente questionando sua relação com o espaço. Foi assim que tirou a foto com a cadeira voando em pleno céu, e uma seqüência em que atravessa rua sem colocar os pés no chão, apenas se apoiando em muros, grades e afins. Vale a pena conhecer mais sobre este artista. Amilcar não tem website, mas sempre tem promovido exposições em São Paulo.

Internacional: sucesso no campo e no marketing

Você está vendo na foto um time feliz por ser campeão estadual depois de um placar de 8 a 1 no adversário, sendo que no intervalo já estava 7 a 0. É o Internacional de Porto Alegre, que venceu a equipe do Caxias ontem por aquele placar, consagrando-se campeão gaúcho de 2009, ano em que completa seu centenário. Patrocinado pela Reebok, Banrisul e Tramontina, o colorado pode contratar grandes talentos da bola e brindar sua torcida com um futebol combativo e de bom toque de bola. Em outros momentos do ano estarei falando das ações de marketing que vem contribuindo para o sucesso da equipe. Por enquanto, apenas comemoro, feliz por mais uma conquista invicta!

Valdir Friolin

Um planetário em casa

A maioria das pessoas reconhece pouco mais que as constelações do Cruzeiro do Sul e as Três Marias, mas com o software gratuito Stellarium (para OSX, Windows e Linux), qualquer cidadão pode localizar as estrelas e constelações em tempo real, de acordo com seu posicionamento na Terra. Se preferir um ponto de vista inusitado, pode escolher a sua paisagem estelar vista da Lua ou qualquer outro planeta. O programa é muito interessante, e as opções de visualização e dados disponíveis deixam até o melhor telescópio caseiro no chinelo. A versão básica conta com mais de 600 mil estrelas catalogadas, e há a opção de baixar catálogos extras e deixar 210 milhões de corpos celestes visíveis no seu monitor, com um zoom poderoso, sem nuvens ou poluição para atrapalhar sua observação astronômica. A distância em anos luz, magnitude e nome de cada pontinho na tela são apenas alguns dos dados disponíveis, e você certamente passará um bom tempo indo e vindo entre a janela de sua casa e seu monitor. É baixar e se divertir!

Fotógrafo americano viaja em sua câmera fotográfica

A imagem acima foi feita por uma câmera do tamanho de um caminhão. Na verdade, o próprio veículo virou equipamento fotográfico por meio da técnica pinhole – a mesma empregada para transformar uma lata em máquina de retrato.  (Funciona assim:  Se você fizer um pequeno orifício em um objeto de interior escuro, verá uma imagem projetada na superfície oposta ao furo. Ao colar ali um pedaço de filme, terá transformado o objeto em câmera.) Depois de criar um equipamento móvel capaz de produzir negativos 3 mil vezes maiores do que os tradiionais (de 35 milímetros), o fotógrafo americano Shaun Irving colocou o pé na estrada. E parou de correr o risco de esquecer para trás a sua câmera, afinal agora ele a dirige! No site dele, www.cameratruck.net, há um vídeo explicando a tecnologia do projeto e um ensaio com belas imagens feitas na Espanha.  (Fonte: revista Gloss, abril/2009).

Último dia para inscrever-se no Curso de Marketing de Serviços

Amanhã, quarta-feira, é o último dia para você se inscrever no curso de extensão de Marketing de Serviços na Universidade Católica de Brasília, com início programado para 16 de abril. Ministrado por este ilustre blogueiro, o curso é inédito em Brasília e terá carga horária de 20 h, com direito a certificado. O investimento é de R$ 190,00 (2 x R$ 95,00). Informações pelo fone: 3356-9170.

Marketing de Serviços

Marketing de Serviços

Intervenção urbana ultra-leve

ultraleve

Em 1985 eu cursava  o quarto semestre de Publicidade e Propaganda no Uniceub, em Brasília. A partir da dica de estágio de um amigo, José Henrique Vilches Nogueira (hoje Coordenador de Comunicação Interna da Embrapa), entrei em contato com Roberto Lino Bonfim. Assessor de Comunicação da Rede Projeção de Ensino (na época com quatro unidades educacionais), Bonfim precisava de um estágiário para viabilizar as peças promocionais da  instituição.

Em um ano de estágio na ACS, tive a oportunidade de conceber, redigir e produzir diversas peças e campanhas publicitárias para cursos regulares e preparatórios para a universidade. Uma das campanhas memoráveis foi a execução de uma estratégia inusitada para a época. Precisando criar impacto junto aos vestibulandos, potenciais clientes para o curso pré-universitário, contratamos um ultra-leve com a missão de atirar panfletos sobre o campus da Universidade de Brasília, em um domingo de vestibular. No dia combinado, lá estava nosso amigo piloto sobrevoando a UnB e  espalhando nossos panfletos sobre o target.

O feedback foi maravilhoso, possibilitando a formação de turmas nas unidades da rede e repercussão na mídia da época. O lado negativo foi a reprimenda que a Rede Projeção recebeu do Ministério da Aeronáutica, pois nossa ação, de certa forma, contrariava as normas de segurança, pois ultra-leves não podem ser utilizados para espalhar quaisquer materiais pela cidade.

Mesmo assim, a experiência valeu a pena. Acabamos nos divertindo com o fato. Hoje em dia, fala-se em intervenções urbanas, marketing de guerrilha, como verdadeiros mantras da publicidade moderna. Em 1985, eu e alguns publicitários malucos já fazíamos isto.

De certa forma, acho que estávamos no caminho certo.

Revista Veja oferece conteúdo digital gratuito na Web

Desde janeiro deste ano, a revista Veja, da Editora Abril, vem disponibilizando todo o seu acervo na Internet. Todas as edições, desde a primeira, em 11 de setembro de 1968, poderão ser lidas e consultadas gratuitamente no site www.veja.com.br/acervodigital . Com investimento de R$ 3 milhões e patrocínio do Bradesco, “a idéia é democratizar o acesso à história recente do país e do mundo”, diz Yen Wen Shen, diretor da publicação. “Essa iniciativa coloca Veja ao lado dos maiores acervos digitais do mundo e em condição única no Brasil.” O Acervo Digital segue a estrutura da própria revista, ou seja, o usuário navega na web como se estivesse folheando a publicação. O acervo apresenta as edições em ordem cronológica e conta com um avançado sistema de busca desenvolvido especialmente para Veja, o qual permite cruzar informações e realizar filtros por período e editorias. Assim, basta o internauta digitar uma palavra-chave que automaticamente a ferramenta pesquisa em todos os textos da revista. Além disso, o usuário também terá acesso a um conjunto de pesquisas previamente elaborado pela redação do site, com temas da atualidade e fatos históricos sobre o Brasil e o mundo. Será possível, ainda, navegar pelas capas, entrevistas, reportagens e anúncios publicitários, sempre visualizando a reprodução do material original. Resultado de 12 meses de intenso trabalho, o projeto foi desenvolvido por Veja em parceria com a Digital Pages, empresa responsável por estruturar a digitalização de cada uma das mais de 2 mil edições e convertê-las em revistas digitais. Dado o porte do projeto, uma equipe de 30 pessoas foi montada para cuidar desde o desgrampeamento das edições impressas até a publicação dos quase nove milhões de arquivos que compõem o acervo. Agora, é só acessar e usufruir este tesouro de informações!